Conteúdo Principal
UFF - Universidade Federal Fluminense

Cine Arte UFF - 28 de março a 03 de abril

De 28/03/2024 a 03/04/2024

 

“Sorria!”, um amigo diz para o outro, no filme EU, CAPITÃO, com a intenção de levantar o ânimo, já que pretendem atravessar o Saara e o Mediterrâneo para chegar na Europa. Aqui, atravessamos o deserto durante os quatro anos do governo de um outro messias (01/01/2019 a 30/12/2022). Neste período, muitos adoeceram, não só de Covid. Estudiosos das Ciências Sociais têm apontado a relação cada vez mais evidente entre o neoliberalismo e a ascensão da extrema-direita. E o Brasil, país onde a classe dominante está sempre disposta ao golpismo, viu o resultado do golpe de 2016. Neste mês de abril, serão exibidos, nas segundas-feiras, filmes que abordam um outro golpe: o golpe civil-militar de 1964 (o importantíssimo CABRA MARCADO PARA MORRER, de Eduardo Coutinho, será o primeiro da mostra FLORES QUE VENCEM CANHÕES). Tanto em um golpe, como no outro, o resultado é sempre o mesmo: concentração de riqueza para a elite econômica, e décadas perdidas de desenvolvimento social e cultural, enfim, desenvolvimento humano. Na programação da semana, há obras que discutem aspectos do golpe: JANGO NO EXÍLIO (lançamento), ROBERTO FARIAS: MEMÓRIAS DE UM CINEASTA (lançamento) e UTOPIA TROPICAL. Há também filmes estrangeiros que falam da violência exercida para acumular riquezas, caso de ASSASSINOS DA LUA DAS FLORES (última chance), um filme-painel, orquestrado e regido por Martin Scorsese para dizer (e dizer muito bem) que genocídios também podem ser executados em conta-gotas. No geral, há muitos personagens solares, corajosos e benignos nos filmes desta semana, para contrastar com os mal-intencionados, sempre à frente e, principalmente, nos bastidores dos golpes. E, no domingo, 31 de março, para “descomemorar” o aniversário dos 60 anos do golpe de 64, o Cine Arte UFF programou quatro filmes PAZ & AMOR: O MELHOR ESTÁ POR VIR, DIAS PERFEITOS, NADA SERÁ COMO ANTES (lançamento) e BOB MARLEY: ONE LOVE. Mas, essa programação também celebra uma vitória. Por miraculosos dois milhões de votos a mais, o Brasil derrotou o fascismo para sempre. Sorria!

MOSTRA FLORES QUE VENCEM CANHÕES

Diante da efeméride dos 60 anos da Ditadura Militar Brasileira, serão exibidos cinco filmes que dialogam entre si sobre o tema nos dias 1, 8, 15, 20 e 22 de abril. Sempre será preciso refletir sobre as causas e as consequências de mais de duas décadas de censura, repressão, perseguição, torturas e tantos outros atos antidemocráticos e que feriram a nossa humanidade. O cinema é parte importante desse exercício, desde clássicos como “Cabra marcado para morrer” (Eduardo Coutinho) e “Iracema, uma transa amazônica” (Jorge Bodanzky e Orlando Senna), ambos, respectivamente, celebrando seus 60/40 anos e 50 anos de lançamento; até os mais recentes “Retratos de Identificação” (Anita Leandro) e “Pastor Cláudio” (Beth Formaggini) com novas abordagens do documentário brasileiro contemporâneo. Contaremos também com uma sessão especial dos 60 anos de lançamento de “Deus e o Diabo na Terra do Sol” (Glauber Rocha) com a exibição de cópia restaurada e em 4K.

Dia 01 segunda 19h 

CABRA MARCADO PARA MORRER - exibição em 35mm, seguida de debate com o crítico Carlos Alberto Mattos e o prof. Reinaldo Cardenuto

Brasil, 1964/1984, 119’, 12 anos

De Eduardo Coutinho

Em 1962, o líder da Liga Camponesa de Sapé (PB), João Pedro Teixeira, é assassinado por ordem de latifundiários. Um filme sobre sua vida começa a ser rodado em 1964, com a reconstituição ficcional da ação política que levou ao assassinato, e com a produção do CPC da UNE e do Movimento de Cultura Popular de Pernambuco, e direção de Eduardo Coutinho. As filmagens com a participação de camponeses do Engenho Galiléia (PE) e da viúva de João Pedro, Elizabeth Teixeira, são interrompidas pelo Golpe Militar em 1964. Dezessete anos depois, em 1981, Coutinho retoma o projeto e procura Elizabeth Teixeira e outros participantes do filme interrompido. Em 2024, a primeira versão do filme completaria exatos 60 anos, mas, ao invés disso, comemoram-se os 40 anos do documentário, fruto dessa espera e engajamento.


JANGO NO EXÍLIO - LANÇAMENTO
Dia 28 quinta 17h40 | Dia 01 segunda 16h50
Brasil, 2024, 105’,
De Pedro Isaias Lucas

O filme narra os doze anos de degredo do ex-presidente João Goulart em território uruguaio e argentino. A história inicia com a decolagem de Jango rumo a Montevidéu – a partir da fazenda Cinamomo em São Borja/RS – na tarde de 4 de abril de 1964 e termina com a morte controversa na fazenda La Villa – na província argentina de Missiones – em uma madrugada de dezembro de 1976.

Trailer: https://youtu.be/BacEDeyxFHc

NADA SERÁ COMO ANTES - A MÚSICA DO CLUBE DA ESQUINA - LANÇAMENTO
Dia 28 quinta 16h | Dia 29 sexta 14h20 | Dia 31 domingo 18h20 | Dia 02 terça 20h40 | Dia 03 quarta 14h
Brasil, 2023, 79’, 10 anos
De Ana Rieper

O filme mergulha na musicalidade de um excepcional time de músicos - Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes, Toninho Horta e outros - para entender como referências musicais diversas, e influências de paisagens, história e poesia refletiram em cada um deles e na música atemporal que criaram.

Trailer: https://youtu.be/bV6pPdzs_DA

ROBERTO FARIAS: MEMÓRIAS DE UM CINEASTA - LANÇAMENTO
Dia 28 quinta 14h10 | Dia 02 terça 16h50
Brasil, 2023, 93´, 14 anos
De Marise Farias

Marise Farias, filha do cineasta Roberto Farias, revela um retrato intimista da paixão do pai pelo cinema, desde sua infância até sua defesa política, econômica e cultural dos filmes brasileiros. As histórias são contadas pelo próprio diretor e por amigos como Luiz Carlos Barreto, Cacá Diegues e Marluce Dias. Reginaldo Faria interpreta os textos das memórias escritas por Roberto, encontrados após a sua morte.

Trailer: https://youtu.be/Fd7FPlUMgTI

ANATOMIA DE UMA QUEDA
Dia 28 quinta 19h40 | Dia 02 terça 14h
Anatomie D’une Chute, 2023, França, 152’, 14 anos
De Justine Triet
Com Sandra Huller, Swann Arlaud, Milo Machado-Graner, Messi, Antoine Reinartz, Samuel Theis, Jehnny Beth

A vida da escritora alemã Sandra desmorona quando seu marido, Samuel, é encontrado morto. Aos poucos, o julgamento deixa de ser apenas uma investigação das circunstâncias da morte de Samuel e se torna uma inquietante jornada psicológica às profundezas da relação conturbada entre Sandra e Samuel. Palma de Ouro no Festival de Cannes, 6 Prêmios César (incluindo Melhor Filme, Direção, Atriz e Roteiro Original), Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro e Melhor Roteiro, BAFTA de Melhor Roteiro Original, e 5 indicações ao Oscar, vencendo o de Melhor Roteiro Original.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Movie Reading

Trailer: https://youtu.be/wUcOD9f4Dvo

ASSASSINOS DA LUA DAS FLORES
Dia 30 sábado 19h
Killers of the Flower Moon, EUA, 2023, 206’, 14 anos
De Martin Scorsese
Com Lily Gladstone, Leonardo DiCaprio, Robert De Niro

Na virada do século XX, o petróleo tornou a nação indígena Osage riquíssima do dia para a noite. Os Osage viviam na região norte-americana de Oklahoma. Tanta riqueza atraiu intrusos brancos, que manipularam, extorquiram e roubaram o dinheiro do povo Osage antes de assassinar a população. Indicado às categorias de Melhor Filme, Melhor Atriz (Lily Gladstone), Melhor Ator Coadjuvante (Robert De Niro), Melhor Canção Original (Wahzhazhe - A Song For My People), Melhor Trilha Original, Melhor Design de Figurino, Melhor Design de Produção, Melhor Edição e Melhor Fotografia no Oscar 2024. Foi premiado como Melhor Filme, Diretor, Atriz e Fotografia no National Board of Review, Melhor Filme e Melhor Atriz para a Crítica de NY, Globo de Ouro e SAG de Melhor Atriz. O filme de Martin Scorsese também foi escolhido como o Melhor do Ano pelo site Indiewire, pela revista Sight and Sound, e pelo jornal NY Times. E, no Brasil, melhor filme estrangeiro pela ABRACCINE (Associação Brasileira de Críticos de Cinema).

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Greta

Trailer: https://youtu.be/T22WRjooZn4

BOB MARLEY: ONE LOVE
Dia 29 sexta 20h20 | Dia 31 domingo 20h
Bob Marley - One Love, EUA, 2024, 107´, 16 anos
De Reinaldo Marcus Green
Com Kingsley Ben-Adir, Lashana Lynch, James Norton, Tosin Cole

Filme biográfico dirigido por Reinaldo Marcus Green (King Richard: Criando Campeãs) que conta a história de Bob Marley, grande ícone do reggae. O longa traz momentos tanto da vida pessoal quanto pública do cantor - como sua trajetória na música, o atentado a tiros que Marley sofreu em 1976 e seu ativismo na luta pela paz. 

Trailer: https://youtu.be/rDotggJ_oIM

DIAS PERFEITOS
Dia 31 domingo 16h | Dia 03 quarta 20h
Perfect Days,  Japão/Alemanha, 2023, 125’, 12 anos
De Wim Wenders
Com Miyako Tanaka, Koji Yakusho, Long Mizuma

Hirayama leva uma vida feliz, conciliando seu trabalho como zelador dos banheiros públicos de Tóquio com sua paixão por música, literatura e fotografia. Sua rotina estruturada é lentamente interrompida por encontros inesperados que o forçam a se reconectar com seu passado. Prêmio de Melhor Ator no Festival de Cannes.

Trailer: https://youtu.be/j9srd9g_SEk

EU, CAPITÃO
Dia 29 sexta 18h
IO, Capitano, Itália/Bélgica/França, 2023, 122´, 16 anos
De Matteo Garrone
Com Seydou Sarr, Moustapha Fall, Issaka Sawadogo, Hichem Yacoubi

Invertendo o olhar a partir do qual se encara a chamada “crise dos refugiados”, o filme narra a odisseia de um jovem senegalês de Dakar em busca de uma Europa “mítica”, numa arriscada travessia do Mediterrâneo a bordo de um barco superlotado, depois de ter enfrentado a hostilidade do deserto e a crueldade dos centros de detenção na Líbia. Festival de Veneza 2023 – Leão de Prata para Melhor Direção e Prêmio Marcello Mastroianni para Melhor Jovem Ator (Seydou Sarr). Indicado ao Oscar de Melhor Filme Internacional.

Trailer: https://youtu.be/YUxGbysC6uo

O MELHOR ESTÁ POR VIR
Dia 31 domingo 14h | Dia 03 quarta 18h
IL Sol Dell'Avvenire, Itália/França, 2023, 95’, 12 anos
De Nanni Moretti
Com Nanni Moretti, Marguerita Buy, Mathieu Amalric e Silvio Orlando

Giovanni é um cineasta que tenta desesperadamente terminar um filme ambientado em Roma, na década de 1950, sobre comunistas italianos. Mas há uma série de obstáculos em seu caminho: uma atriz teimosa, orçamento apertado, seu próprio casamento em colapso e o namoro da filha com um tipo inesperado. Sempre no limite, Giovanni terá que repensar sua maneira de agir e acreditar que o melhor está por vir.

Trailer: https://youtu.be/fcmBBIFTZRU

O MENINO E A GARÇA

Dia 30 sábado 14h (DUB)
Kimitachi wa dô ikiru ka, Japão, 2023, 124´, 12 anos
De Hayao Miyazaki
Com Soma Santoki, Masaki Suda, Ko Shibasaki, Aimyon, Yoshino Kimura, Takuya Kimura, Kaoru Kobayashi e Shinobu Otake

Depois de perder a mãe durante a guerra, o jovem Mahito muda-se para a propriedade de sua família no campo. Lá, uma série de eventos misteriosos o levam a uma torre antiga e isolada, lar de uma travessa garça cinzenta. Quando a nova madrasta de Mahito desaparece, ele segue a garça até a torre e entra num mundo fantástico partilhado pelos vivos e pelos mortos. Ao embarcar em uma jornada épica com a garça como guia, Mahito deve descobrir os segredos deste mundo e a verdade sobre si mesmo. Vencedor do Oscar, Globo de Ouro, Prêmio BAFTA de Cinema, New York Film Critics Circle Awards de Melhor Animação.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Mobi load

Trailer: https://youtu.be/hCg9h3ILzJ4

POBRES CRIATURAS
Dia 30 sábado 16h20 | Dia 03 quarta 15h30
Poor Things, EUA, 2023, 141’, 18 anos
De Yorgos Lanthimos
Com Emma Stone, Mark Ruffalo, Willem Dafoe, Ramy Youssef

A fantástica evolução de Bella Baxter, uma jovem que é trazida de volta à vida pelo brilhante e pouco ortodoxo cientista Dr. Godwin Baxter. Sob a proteção de Baxter, Bella está ansiosa para aprender. Desejando conhecer mais sobre o mundo, Bella foge com Duncan Wedderburn, um advogado astuto e debochado, para uma aventura por vários continentes. Livre dos preconceitos de sua época, Bella se firma em seu propósito de defender a igualdade e a libertação. Leão de Ouro no Festival de Veneza, Globo de Ouro de Melhor Filme (Comédia) e Melhor Atriz, 5 Prêmios BAFTA (incluindo Melhor Atriz), 11 indicações ao Oscar (sendo premiado em 4 categorias, incluindo Melhor Atriz).

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Movie Reading

Trailer: https://youtu.be/9DEOJkmZLd8

SAUDOSA MALOCA
Dia 29 sexta 16h | Dia 02 terça 18h40
Brasil, 2024, 108’, 14 anos
De Pedro Serrano
Com Paulo Miklos, Leilah Moreno, Gero Camilo, Paulo Tiefenthaler, Izak Dahora

Numa mesa de bar, o velho Adoniran Barbosa conta a um jovem garçom histórias de uma São Paulo que já não existe. Lembra com carinho da maloca onde viveu com Joca e Mato Grosso, da paixão deles por Iracema e de outros personagens eternizados em seus sambas, crônicas de uma metrópole engolida pelo apetite voraz do “pogréssio”.

Trailer: https://youtu.be/uF4n9bnn9Tk

UTOPIA TROPICAL
Dia 01 segunda 15h10
Brasil, 2023, 78’, 10 anos
De João Amorim

“Utopia Tropical” é um documentário embasado em conversas entre o linguista e analista político estadunidense Noam Chomsky e o brasileiro Celso Amorim, diplomata e ex-Ministro das Relações Exteriores. O filme se propõe a lançar um olhar crítico sobre a ascensão e a queda dos regimes de esquerda na América Latina nos últimos anos, abordando a manipulação feita pela mídia para descreditar o sonho de uma América Latina mais justa e plural. Chomsky e Amorim analisam as consequências dessas mudanças para as minorias, as populações afrodescendentes e indígenas, para o meio ambiente e para economia desses países. Um registro feito a partir do ponto de vista de dois intelectuais que não apenas acompanharam esses processos, mas, de uma forma ou de outra, exerceram neles alguma influência.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Mobi load

Trailer: https://youtu.be/AWzQHoy73Ro

leg livre

VÍDEO

Sem vídeos no momento

Você também pode gostar...

Procure outras atrações

Notícias - Cinema

Sem notícias no momento

Semana com feriado chegando, ótima oportunidade para colocar na agenda os filmes mais comentados do Oscar. O lançamento da semana é o belíssimo SEM CORAÇÃO, de Nara Normande e Tião, filme com co-produção Brasil – França e que tem no time Kleber Mendonça Filho e Emilie Lesclaux. O longa brasileiro foi destaque no Festival de Veneza em 2023 e venceu o Prêmio Félix de Melhor Filme Brasileiro no Festival do Rio. Também chega ao Cine Arte UFF ZONA DE INTERESSE, de Jonathan Glazer, vencedor do Oscar de Melhor Filme Internacional e Melhor Som, a obra foi super comentada em Cannes por abordar numa perspectiva diferente um assunto já bastante tratado no cinema, os campos de extermínio na Segunda Guerra Mundial. Seguimos com mais oportunidades para POBRES CRIATURAS, DIAS PERFEITOS, NADA SERÁ COMO ANTES – A MÚSICA DO CLUBE DA ESQUINA, SAUDOSA MALOCA, VIDAS PASSADAS e as últimas oportunidades para ANATOMIA DE UMA QUEDA, AS LINHAS DA MINHA MÃO, BOB MARLEY: ONE LOVE e O MENINO E A GARÇA. E chegamos ao fim da MOSTRA FLORES QUE VENCEM CANHÕES com dois filmes de peso: o clássico DEUS E O DIABO NA TERRA DO SOL, em versão restaurada em 4K, e PASTOR CLAUDIO, filme fortíssimo que entrevista um conhecido torturador e assassino da ditadura militar brasileira, hoje bispo evangélico.

MOSTRA FLORES QUE VENCEM CANHÕES

Diante da efeméride dos 60 anos da Ditadura Militar Brasileira, serão exibidos cinco filmes que dialogam entre si sobre o tema nos dias 1, 8, 15, 20 e 22 de abril. Sempre será preciso refletir sobre as causas e as consequências de mais de duas décadas de censura, repressão, perseguição, torturas e tantos outros atos antidemocráticos e que feriram a nossa humanidade. O cinema é parte importante desse exercício, desde clássicos como “Cabra marcado para morrer” (Eduardo Coutinho) e “Iracema, uma transa amazônica” (Jorge Bodanzky e Orlando Senna), ambos, respectivamente, celebrando seus 60/40 anos e 50 anos de lançamento; até os mais recentes “Retratos de Identificação” (Anita Leandro) e “Pastor Cláudio” (Beth Formaggini) com novas abordagens do documentário brasileiro contemporâneo. Contaremos também com uma sessão especial dos 60 anos de lançamento de “Deus e o Diabo na Terra do Sol” (Glauber Rocha) com a exibição de cópia restaurada e em 4K. (Kamilla Medeiros, curadora da Mostra)

Dia 20 sábado 16h: sessão seguida de debate com o roteirista Walter Lima Jr. e o ator Othon Bastos. Mediação Leonardo Guelman.

DEUS E O DIABO NA TERRA DO SOL
Brasil, 1964, 120’, 14 anos, DCP 4K
De Glauber Rocha 

Manuel é um vaqueiro que se revolta contra a exploração imposta pelo coronel Moraes e acaba matando-o numa briga. Ele passa a ser perseguido por jagunços, o que faz com que fuja com sua esposa Rosa. O casal se junta aos seguidores do beato Sebastião, que promete o fim do sofrimento através do retorno a um catolicismo místico e ritual. Simultaneamente, o matador de aluguel Antônio das Mortes, a serviço da Igreja Católica e dos latifundiários da região, extermina os seguidores do beato. Em 2024, o filme completa seus 60 anos de lançamento.

Dia 22 segunda 19h30: sessão seguida de debate com o psicólogo Eduardo Passos e a realizadora e pesquisadora Júlia Mariano. Mediação Lívia Cabrera.

PASTOR CLÁUDIO
Brasil, 2017, 75’, 10 anos
De Beth Formaggini

Conversa entre o bispo evangélico Claudio Guerra, ex-chefe da Polícia Civil que assassinou e incinerou militantes que se opunham à ditadura e Eduardo Passos, psicólogo militante dos direitos humanos. Suas motivações variam entre o orgulho em ser um cumpridor de ordens competente, um servo leal da luta contra o comunismo, o prazer de ser temido e o amor ao poder e ao dinheiro. Ora é um cristão arrependido, ora um assassino orgulhoso de seu trabalho.


SEM CORAÇÃO – LANÇAMENTO

Dia 18 quinta 20h |  Dia 19 sexta 18h40 | Dia 21 domingo 17h40 | Dia 22 segunda 15h20 | Dia 23 terça 18h20 | Dia 24 quarta 14h
Brasil/França/Itália, 2023, 92’, 16 anos
De Nara Normande e Tião
Com Maya de Vicq, Eduarda Samara, Alaylson Emanuel, Maeve Jinkings

Verão de 1996, litoral de Alagoas. Tamara está aproveitando suas últimas semanas na vila pesqueira onde mora antes de partir para estudar em Brasília. Um dia, ela ouve falar de uma adolescente apelidada de “Sem Coração” por causa de uma cicatriz que tem no peito. Ao longo do verão, Tamara sente uma atração crescente por essa menina misteriosa. Selecionado para a Mostra Orizzonti do Festival de Veneza 2023, vencedor do Prêmio Félix, que celebra filmes de temática LGBTQIAPN+ do Festival do Rio 2023.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Pingplay

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=PsUemUF-hzI

ANATOMIA DE UMA QUEDA

Dia 18 quinta 17h10
Anatomie D’une Chute, 2023, França, 152’, 14 anos
De Justine Triet
Com Sandra Huller, Swann Arlaud, Milo Machado-Graner, Messi, Antoine Reinartz, Samuel Theis, Jehnny Beth

A vida da escritora alemã Sandra desmorona quando seu marido, Samuel, é encontrado morto. Aos poucos, o julgamento deixa de ser apenas uma investigação das circunstâncias da morte de Samuel e se torna uma inquietante jornada psicológica às profundezas da relação conturbada entre Sandra e Samuel. Palma de Ouro no Festival de Cannes, 6 Prêmios César (incluindo Melhor Filme, Direção, Atriz e Roteiro Original), Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro e Melhor Roteiro, BAFTA de Melhor Roteiro Original, e 5 indicações ao Oscar, vencendo o de Melhor Roteiro Original.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Movie Reading

Trailer: https://youtu.be/wUcOD9f4Dvo

DIAS PERFEITOS
Dia 21 domingo 15h20 | Dia 24 quarta 19h40
Perfect Days,  Japão/Alemanha, 2023, 125’, 12 anos
De Wim Wenders
Com Miyako Tanaka, Koji Yakusho, Long Mizuma

Hirayama leva uma vida feliz, conciliando seu trabalho como zelador dos banheiros públicos de Tóquio com sua paixão por música, literatura e fotografia. Sua rotina estruturada é lentamente interrompida por encontros inesperados que o forçam a se reconectar com seu passado. Prêmio de Melhor Ator no Festival de Cannes. Indicado a Melhor Filme Internacional no Oscar e no César.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Mobi load

Trailer: https://youtu.be/j9srd9g_SEk

AS LINHAS DA MINHA MÃO
Dia 20 sábado 14h10 | Dia 24 quarta 15h50
Brasil, 2023, 80′ , 14 anos
De João Dumans

Por meio de uma série de encontros imprevisíveis, uma atriz fala sobre a sua experiência com a arte e a loucura. Dividido em sete atos, o filme é ao mesmo tempo o retrato de uma mulher e um estudo sobre as possibilidades desse retrato.  Prêmio de Melhor Filme na Mostra Aurora da 26a Mostra de Tiradentes.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Movie Reading

Trailer: https://youtu.be/lsExeHqxi58

BOB MARLEY: ONE LOVE
Dia 22 segunda 17h10
Bob Marley – One Love, EUA, 2024, 107´, 16 anos
De Reinaldo Marcus Green
Com Kingsley Ben-Adir, Lashana Lynch, James Norton, Tosin Cole

Filme biográfico dirigido por Reinaldo Marcus Green (King Richard: Criando Campeãs) que conta a história de Bob Marley, grande ícone do reggae. O longa traz momentos tanto da vida pessoal quanto pública do cantor – como sua trajetória na música, o atentado a tiros que Marley sofreu em 1976 e seu ativismo na luta pela paz. 

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Greta

Trailer: https://youtu.be/rDotggJ_oIM

O MENINO E A GARÇA
Dia 23 terça 20h (LEG)
Kimitachi wa dô ikiru ka, Japão, 2023, 124´, 12 anos
De Hayao Miyazaki
Com Soma Santoki, Masaki Suda, Ko Shibasaki, Aimyon, Yoshino Kimura, Takuya Kimura, Kaoru Kobayashi, Shinobu Otake

Depois de perder a mãe durante a guerra, o jovem Mahito muda-se para a propriedade de sua família no campo. Lá, uma série de eventos misteriosos o levam a uma torre antiga e isolada, lar de uma travessa garça cinzenta. Quando a nova madrasta de Mahito desaparece, ele segue a garça até a torre e entra num mundo fantástico partilhado pelos vivos e pelos mortos. Ao embarcar em uma jornada épica com a garça como guia, Mahito deve descobrir os segredos deste mundo e a verdade sobre si mesmo. Vencedor do Oscar, Globo de Ouro, Prêmio BAFTA de Cinema, New York Film Critics Circle Awards de Melhor Animação.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Mobi load

NADA SERÁ COMO ANTES – A MÚSICA DO CLUBE DA ESQUINA 
Dia 19 sexta 20h30 | Dia 23 terça 14h
Brasil, 2023, 79’, 10 anos
De Ana Rieper

O filme mergulha na musicalidade de um excepcional time de músicos – Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes, Toninho Horta e outros – para entender como referências musicais diversas, e influências de paisagens, história e poesia refletiram em cada um deles e na música atemporal que criaram.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Pingplay

Trailer: https://youtu.be/bV6pPdzs_DA

POBRES CRIATURAS
Dia 19 sexta 16h | Dia 23 terça 15h40
Poor Things, EUA, 2023, 141’, 18 anos
De Yorgos Lanthimos
Com Emma Stone, Mark Ruffalo, Willem Dafoe, Ramy Youssef

A fantástica evolução de Bella Baxter, uma jovem que é trazida de volta à vida pelo brilhante e pouco ortodoxo cientista Dr. Godwin Baxter. Sob a proteção de Baxter, Bella está ansiosa para aprender. Desejando conhecer mais sobre o mundo, Bella foge com Duncan Wedderburn, um advogado astuto e debochado, para uma aventura por vários continentes. Livre dos preconceitos de sua época, Bella se firma em seu propósito de defender a igualdade e a libertação. Leão de Ouro no Festival de Veneza, Globo de Ouro de Melhor Filme (Comédia) e Melhor Atriz, 5 Prêmios BAFTA (incluindo Melhor Atriz), 11 indicações ao Oscar (sendo premiado em 4 categorias, incluindo Melhor Atriz).

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Movie Reading

Trailer: https://youtu.be/9DEOJkmZLd8

SAUDOSA MALOCA
Dia 18 quinta 15h 
Brasil, 2024, 108’, 14 anos
De Pedro Serrano
Com Paulo Miklos, Leilah Moreno, Gero Camilo, Paulo Tiefenthaler, Izak Dahora

Numa mesa de bar, o velho Adoniran Barbosa conta a um jovem garçom histórias de uma São Paulo que já não existe. Lembra com carinho da maloca onde viveu com Joca e Mato Grosso, da paixão deles por Iracema e de outros personagens eternizados em seus sambas, crônicas de uma metrópole engolida pelo apetite voraz do “pogréssio”.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Mobi load

Trailer: https://youtu.be/uF4n9bnn9Tk

VIDAS PASSADAS

Dia 21 domingo 19h30 | Dia 24 quarta 17h30

Past Lives, Coréia do Sul/EUA, 2023, 106’, 12 anos

De Celine Song

Com Greta Lee, Teo Yoo, John Magaro

Nora e Hae Sung, dois amigos de infância profundamente conectados, se separam depois que a família de Nora decide sair da Coréia do Sul. Vinte anos depois, eles se reencontram em Nova York para uma semana fatídica enquanto confrontam noções de destino, amor e as escolhas que fazem uma vida. Indicado ao Oscar de Melhor Roteiro Original e Melhor Filme.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Movie Reading

Trailer: https://youtu.be/tTPETUehOMo

ZONA DE INTERESSE
Dia 19 sexta 14h | Dia 20 sábado 20h30
The Zone of Interest, EUA/Polônia/Reino Unido, 2023, 106’, 14 anos
De Jonathan Glazer
Com Sandra Hüller, Freya Kreutzkam, Christian Friede

O filme é um drama histórico que se passa durante a Segunda Guerra Mundial. Adaptado do romance homônimo do escritor Martin Amis, retrata de forma impactante a vida de Rudolf Höss, o comandante de Auschwitz, e sua esposa Hedwig, que desfrutam de uma vida aparentemente bucólica em uma casa com jardim. Mas a família feliz vive, na verdade, ao lado do campo de concentração. O dia-a dia destes personagens se desenrola entre os gritos abafados de desespero, de um genocídio em curso, do qual, eles também são diretamente responsáveis. Vencedor do Grande Prêmio do Festival de Cannes 2023 e Oscar de Melhor Filme Internacional e Melhor Som.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Movie Reading

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=SW_fOpnTIuk


Ingressos
Inteira – R$ 20,00 | Meia – R$ 10,00 (exceto segundas-feiras)
Segunda-feira – Promoção – R$ 5,00
Canais de venda: Guichê Web e Bilheteria

A narrativa, construída por Pedro Cadore e Cláudia Pinto, se desdobra a partir de trechos de entrevistas do próprio Belchior, proporcionando ao público um vislumbre da juventude do artista e suas reflexões sobre um mundo em constante desconcerto. O espetáculo destaca Pablo Paleólogo, que encarna o cantor cearense, e Bruno Suzano, que dá vida ao “Cidadão Comum”, uma presença constante nas canções de Belchior, representando, de certa forma, seu alter ego.

Mais do que uma mera retrospectiva, a peça aspira transmitir a filosofia de Belchior, convidando o espectador a explorar a profundidade de suas letras e pensamentos. Cadore destaca a intenção de proporcionar uma experiência nostálgica aos fãs, assim como introduzir a poesia única do compositor àqueles que ainda não a conhecem.

Ficha Técnica: Direção: Pedro Cadore

Produção Geral: Rodrigo Medeiros e Pedro Cadore

Dramaturgia: Cláudia Pinto e Pedro Cadore

Elenco: Bruno Suzano e Pablo Paleólogo

Banda: Emília B. Rodrigues (bateria), Rico Farias (violão/guitarra), Silvia Autuori (baixo/violino)

e Thomas Lenny (teclado)

Direção Musical: Pedro Nêgo

Iluminação: Rodrigo Belay

Figurino: José Dias

Técnico de Luz: Peder Salles

Técnico de Som: Nando Lopes

Direção de Marketing e Mídia: Rodrigo Medeiros (R+Marketing)

Gestão de Marketing: Fernando Gouvêa

Assistente de Marketing: Gustavo Trindade

Programação Visual: Leticia Andrade – Nós Comunicação

Produção Audiovisual: JL Studio

Assessoria de imprensa: Ribamar Filho – MercadoCom

Assistente de Produção: Rafael Barcellos e Giuliana Trindade

Direção de Produção: Well Rianc

Produção Associada: Riatti Produções

Realização: R+Marketing e Cadore Produções Artísticas


31 de maio a 09 de junho de 2024
Sexta e Sábado 20h | Domingo 19h
Teatro da UFF
Rua Miguel de Frias, 9 – Icaraí – Niterói
Ingressos: R$ 80 (inteira) – R$ 40 (meia)

Classificação: Livre
Canais de venda:
Guichê Web e Bilheteria

O casal de físicos aposentados Dayse (Analu Prestes) e Robin (Mario Borges), vive só e sem vizinhos numa casa improvisada perto da costa, numa região inóspita, assolada por um acidente nuclear. Após uma ausência de quase quarenta anos, Rose (Stela Freitas), antiga colega de profissão e amiga, chega a essa casa com uma missão que poderá mudar para sempre a vida do casal. Para complicar as coisas, Robin teve uma relação com Rose no passado.

Dramaturgia

Estruturalmente, a peça se sustenta pelo desvendamento progressivo dos sentimentos desses personagens que, aos poucos, vão mostrando não só seus problemas afetivos, mas também a profunda crise ética em relação ao seu papel na sociedade em que vivem.

Paralelamente à questão nuclear, o texto investe nas particularidades da vida desses três indivíduos – sua relação com os filhos (ou a opção por não os ter), a proximidade da morte, a traição, as omissões, a fantasia e o desejo. Trata-se de um grande desastre a espelhar os pequenos desastres de três vidas.

“A discussão da peça está para além da questão nuclear. Ela nos provoca a pensar em como usamos os recursos disponíveis. Entendo que Kirkwood quer que pensemos em nossa responsabilidade com as futuras gerações. Para mim, a grande pergunta da peça é: salvar as crianças de um futuro catastrófico é um ato de heroísmo ou uma obrigação?”, questiona Rodrigo Portella, diretor.

Ficha técnica:

Texto: Lucy Kirkwood
Tradução: Diego Teza
Direção: Rodrigo Portella
Elenco / Personagem: Analu Prestes / Dayse; Mario Borges / Robin; e Stela Freitas / Rose
Cenário: Julia Deccache
Iluminação: Paulo Cesar Medeiros
Figurino: Rita Murtinho
Trilha sonora original: Marcello H e Federico Puppi
Preparação corporal: Marcelo Aquino
Fotos: Victor Hugo Cecatto
Programação visual: Fernanda Pinto
Marketing: Victor Novaes
Operador de luz: Walace Furtado
Operador de som: Diogo Perdigão
Contrarregra: Osni Silva
Produção executiva: Bárbara Montes Claros
Direção de produção: Celso Lemos 


03 a 12 de maio de 2024
Sexta e Sábado 20h | Domingo 19h
Teatro da UFF
Rua Miguel de Frias, 9 – Icaraí – Niterói
Ingressos: R$ 80 (inteira) – R$ 40 (meia)

Classificação Indicativa:  14 anos
Canais de venda:
Guichê Web e Bilheteria

Original do escritor francês, Charles Perrault, “Chapeuzinho Vermelho” é, com certeza, o conto mais pedido pela criançada na hora de se contar histórias. 

A menina de capinha vermelha que desobedece a mãe e acaba se deparando com o lobo mau, colocando em apuros a pobre vovozinha, já teve inúmeras versões. E foi pensando em tempos de ecologia e preservação de nossa fauna, que Eduard Roessler resolveu dar um final mais ecológico ao vilão, que na verdade é um lobo Guará em extinção e também precisa de um lugar ao sol.  

Sem deixar de lado a velha moral, essa recontagem ganha mais uma lição, de que a floresta precisa de suas feras para se proteger dos intrusos e mal intencionados e as crianças precisam sempre ouvir os mais velhos e respeitar a natureza. 

FICHA TÉCNICA

Texto e Direção: Eduard Roessler

Iluminação: Leonardo Heringer

Sonoplastia: João Victor Pascale

Divulgação: Régia Perdigão

Elenco: Eduard Roessler, Thainá Lana, Gisela Roessler, Rosângela Andrade ,Willy Roessler, Mario Neto e Maíra Porto.

Classificação Etária: Livre

Duração do espetáculo: 45 minutos


04 a 12 de maio de 2024
Sábado e Domingo | 16h
Teatro da UFF
Rua Miguel de Frias, 9 – Icaraí – Niterói
Ingressos: R$ 50 (inteira) – R$ 25 (meia)
Canais de venda: Guichê Web e Bilheteria

Quando o mundo ficou refém da pandemia da Covid 19, o barítono Guido Weber e o pianista Giomar Sthel decidiram organizar alguns concertos para pequenos públicos. O sucesso foi tanto que o duo não parou mais. Giomar é brasileiro, radicado na Alemanha há quase 40 anos. Guido é alemão e suas atividades estão divididas entre ópera, musicais e recitais. Neste concerto, intitulado Musikalische Genüsse (prazeres musicais), o duo apresenta um programa dedicado a canções clássicas e românticas no idioma Alemão, com obras de Schubert, J.S. Bach e Strauss.

Guido Weber nasceu perto de Frankfurt e começou a estudar canto aos 14 anos, graduando-se pela Hochschule für Musik und Theater em Hamburgo. Suas atividades estão divididas entre ópera, musicais e recitais. Vem atuando em diversos palcos como: Ópera de Leipzig, Ópera de Graz, Linz State Theatre e no Tiroler Landestheater Innsbruck. Nos últimos anos, desenvolveu um amplo repertório nos musicais interpretando Higgins em My Fair Lady em nove produções diferentes. Guido já foi Javert em Les Miserables e Fred Graham no musical Kiss me Kate, de Cole Porter em uma produção de Hartwig Rudolz. Guido Weber cantou em O Sorriso de uma Noite de Verão no Festival do Castelo de Ettlingen, além de cantar nos teatros como Staatsoperette em Dresden e Musikalischen Komödie em Leipzig e Düsseldorf interpretando os papéis principais em EvitaGigiCrazy for youThe Fireworks e O Mágico de Oz, bem como várias participações em concertos com grandes obras religiosas e seculares que completam o trabalho musical de Guido Weber.

Giomar Sthel, brasileiro,mora na Alemanha desde 1986. Nascido em Itaperuna, mudou-se para Niterói, onde estudou piano ganhando diversos prêmios na adolescência. No início dos anos 80, foi membro da primeira formação do Música Antiga da UFF e da Banda Antiqua tocando flauta doce. Paralelamente, estudou viola da gamba com Myrna Herzog e depois foi para Haia e Basileia para estudar Música Antiga com Aneke Polls e, Jordi Savall. Realizou concertos tanto como gambista e pianista, não só na Europa, mas também nos EUA, Quênia, Japão, Israel, Ucrânia e claro no Brasil. Gravou pelo selo Tratore Pièces de Clavecin à deux violes, de François Couperin, com a gambista Myrna Herzog (2020).


PROGRAMA

FRANZ SCHUBERT (1797-1828)

Der Einsame (O solitário) D 800

An die Nachtigall (Para o Rouxinol) D 497

An die Laute (Para o Alaúde) Opus 81, nº2

Romanze (Romance) D 797

Der zürnenden Barde (O bardo furioso) D 785

+++++

IMPROMPTU opus 90, nº4 para Piano

+++++

Die Forelle (A Truta) D550

Der Lindenbaum (A Tília) D911, nº5

Die Krähe (O Corvo) D911.15

++++

IMPROMPTU opus 90, nº3 para Piano

++++

Erlkönig (Rei elfo) D 328

J.S.BACH (1685 – 1750)

Die Seele rührt in Jesu Hände (A alma descansa nas mãos de Jesus)

Aria da Cantata 127 transcrita para Piano solo por Harold Bauer

RICHARD STRAUSS (1864-1949)

Nichts (Nada) Opus 10, nº 2

Du meines Herzens Krönelein (Você, a coroa do meu coração) Opus 21, nº2

Die Nacht (A Noite) Opus 21, nº1

All mein Gedanken (Todos os meus pensamentos) Opus 21, nº1

Zueignung (Apropriação) Opus 10, nº1


14 de maio de 2024
Terça | 19h
Teatro da UFF
Rua Miguel de Frias, 9 – Icaraí – Niterói
Ingressos: R$ 30 (inteira) – R$ 15 (meia)
Canais de venda: Guichê Web e Bilheteria

0 COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

WordPress Video Lightbox Plugin