Conteúdo Principal
UFF - Universidade Federal Fluminense

Cine Arte UFF - 14 a 20 de março

De 14/03/2024 a 20/03/2024

 

Esta é uma semana com filmes de forte intensidade emocional, em consonância com o momento do Céu, onde ocorre uma concentração de planetas no signo de Peixes, nos últimos dias do ano astrológico. Estes são dias propícios para quietude e reflexão. O profundo e quase esotérico O MENINO E A GARÇA, vencedor do Oscar, dá o tom da programação com seu indagativo título original: Como vocês vivem?. É uma pergunta que ecoa nos longas e curtas metragens em exibição. O também vencedor do Oscar 20 DIAS EM MARIUPOL foca a terrivelmente desnecessária guerra na Ucrânia. E no momento em que acontece o HORROR ABSOLUTO em Gaza, um filme como SAMSARA nos reconecta com uma Humanidade respeitosa da Natureza, da Vida, da integridade dos ciclos naturais. Neste, em grande parte, inóspito e hostil planeta Terra, homens jovens vivem situações-limite ou no gelo dos Andes (A SOCIEDADE DA NEVE) ou no escaldante Saara (EU, CAPITÃO). Mulheres jovens também têm suas vidas em risco, como em LEVANTE e AS 4 FILHAS DE OLFA. No filme de Kaouther Ben Hania e em UTOPIA TROPICAL, lançamentos da semana, é a Inteligência que confronta a Brutalidade. Brutalidades também estão presentes nas fotografias de Evandro Teixeira e Walter Firmo, ao lado de imensa beleza. De todo modo, há a leveza de OS REJEITADOS, mesmo com todos os problemas de seus personagens, em um filme com um jeitão de Cine Arte UFF. No filme de Alexander Payne, há também o registro de enormes desigualdades. Desigualdades, desproporções discutidas na MOSTRA CINEMA E DIREITOS HUMANOS, cujo tema é “Vencer o ódio, semear horizontes”. Pois, em tempos de universos paralelos há aqueles que se afogam nas águas do Mediterrâneo e aqueles que sufocam nas fossas abissais em busca do fantasma do Titanic ou do fantasma do iceberg.

MOSTRA CINEMA E DIREITOS HUMANOS - ENTRADA FRANCA

Outras informações da Mostra podem ser acompanhadas através das redes sociais do evento e do site mostracinemaedireitoshumanos.mdh.gov.br.

Dia 14 quinta 14h: PROGRAMA 3 – FRUTOS

UM FILME DE VERÃO  
Brasil, 2019, 95 min, 14 anos
De Jo Serfaty
Com Caio Neves, Ronaldo Lessa, Karollyane Rabech, Junior Souza, Barbara Marques

Durante o verão, Karol, Junior, Ronaldo e Caio estão no último mês das aulas em uma escola pública, no Rio de Janeiro. Quando as férias chegam, a temperatura alcança 40 graus. Imersos nos fios emaranhados que cobrem o céu da favela e os súbitos apagões, estes quatro jovens enfrentam as incertezas da vida adulta e se reinventam diante da crise da cidade. Um filme de verão apresenta um mosaico híbrido desta juventude que encontra espaço através do cinema.

Dia 14 quinta 19hPROGRAMA 1 – RAÍZES
14 anos - sessão seguida de debate com Elianne Salvatierra (profa Departamento Cinema/UFF), André Costa (aluno PPGCINE/UFF) e Alexandre Guerreiro (prof. UERJ)

TRAVESSIA 
Brasil, 2017, 5 min, Livre
De Safira Moreira

A partir de uma série de fotografias retiradas de álbuns antigos de famílias brancas, a população negra contemporânea analisa seus antepassados recriando suas histórias e registros numa tentativa de sobrepor toda ausência e estigmatização sofrida por seus iguais no passado. Um resgate poético da representação negra brasileira. Prêmio de melhor curta metragem no Cachoeiradoc. Na 9ª Semana, o filme recebeu o Grande Prêmio do Júri, Prêmio de Melhor Curta-Metragem do Júri de estudantes de audiovisual e prêmio especial do Júri da Crítica.

FILHA NATURAL
Brasil, 2018-19, 16 min, Livre
De Aline Motta
Com Claudia Mamede

A partir de uma análise inédita de iconografia histórica e relatos orais de sua própria família, a artista visual Aline Motta traz à tona hipóteses possíveis sobre as origens de sua tataravó. Há indícios que ela tenha nascido por volta de 1855 em uma fazenda de café em Vassouras, zona rural do Rio de Janeiro, considerado o epicentro do escravismo brasileiro no século XIX.

NOSSA MÃE ERA ATRIZ
Brasil, 2022, 26 min, 12 anos
De André Novais Oliveira e Renato Novais

Maria José Novais Oliveira, uma senhora negra, moradora da periferia de Contagem, já nos seus 60 anos se tornou atriz de cinema, com uma carreira premiada no Brasil e internacionalmente. Este documentário rememora a imagem de uma mulher ímpar, que marcou o cinema brasileiro dos anos 2010.

MÃRI HI – A ÁRVORE DO SONHO 
Brasil, 2023, 18 min, Livre
De Morzaniel Ɨramari
Com Davi Kopenawa Yanomami

Quando as flores da árvore Mari desabrocham, surgem os sonhos. As palavras de um grande xamã conduzem uma experiência onírica através da sinergia entre cinema e sonho yanomami, apresentando poéticas e ensinamentos dos povos da floresta. Melhor Curta-Metragem no Festival Internacional de Documentários 2023, São Paulo.

O QUE PODE UM CORPO? 
Brasil, 2020, 14 min, Livre.
De Victor di Marco e Márcio Picoli
Com Victor di Marco

Um bebê nasce, mas não chora. Um corpo grita e não é ouvido. As tintas que escorrem em um futuro prometido, não chegam em uma pessoa com deficiência. Victor faz de si a própria tela em um universo de pintores ausentes. Prêmios: Troféu Borboleta de Ouro e Favoritos do Público no 31º Festival Internacional de Curtas-metragens de São Paulo; Prêmio do Júri no 48º Festival de Gramado; Melhor Filme no 22º FestCurtasBH – Belo Horizonte International Short Film Festival; Melhor Direção e Melhor Curta - Metragem no Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade, dentre outros diversos prêmios.

A POEIRA DOS PEQUENOS SEGREDOS 
Brasil, 2012, 20 min, 14 anos
De Bertrand Lira
Com Verônica Sousa, Nanego Lira

Drama existencial de um casal do Cariri paraibano hipnotizado pelo mistério do mundo. O marido gasta o tempo viajando, no intento de desvendar esse mistério, ou ao menos de compreendê-lo. A mulher, sem entender o que se passa, conformada ou não, fica em casa à espera de seu retorno. Prêmio de Melhor Documentário do Festival de Cinema de Mérida, no México (2020), Prêmio da Crítica, no 13º Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro e João Pessoa (2019); Melhor Direção, Melhor Roteiro, Melhor Atriz e Prêmio Especial do júri de Interpretação), 26º Festival de Cinema de Vitória-ES (2019)

Dia 15 sexta 14h: PROGRAMA 4 – FRUTOS 2 - 14 anos

TESOURO QUILOMBOLA
Brasil, 2021, 23 min, Livre
De Ana Bárbara Ramos e Felipe Leal Barquete

As crianças do Quilombo Gurugi-Ipiranga/PB brincam de caça ao tesouro e descobrem as verdadeiras riquezas da sua comunidade. Prêmio Infantil Comitê das Crianças de Jundiaí no Festival Comkids 2023.

MUTIRÃO, O FILME 
Brasil, 2022, 10 min, Livre
De Lincoln Péricles 
Com Maria Eduarda Isaú, Edna Matos

Uma criança apresenta a construção da sua quebrada. Melhor Filme Comunitário - Festival Perifericu.

CÓSMICA  
Brasil, 2022, 7 min, Livre
De Ana Bárbara Ramos
Com Iara Rocha

Crianças guardiãs, uni-vos! A Terra precisa de nossa ajuda para resolver um problema que não inventamos. Acho que a emergência climática não pode ficar somente nas mãos dos adultos. Menção honrosa 21ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis.

O PATO 
Brasil, 2022, 11 min, 14 anos
De Antonio Galdino 
Com Norma Goes e Ana Júlia Barbo

Cida decide acabar com o ciclo de violência em sua casa, e ser um exemplo para sua filha, Fia. Menção honrosa 21ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis. Festival Curta Jacarehy (Melhor Curta-metragem pelo Júri Oficial), 16° Fest Aruanda – Festival do Audiovisual Brasileiro (Melhor curta-metragem pelo Júri da Abraccine, Melhor direção, Melhor atriz, Melhor montagem, Melhor figurino e Curta-Metragem mais assistido).

Dia 15 sexta 19h: PROGRAMA 2 – SEMENTES - 14 anos - sessão seguida de debate com Rafael De Luna (prof. Departamento Cinema/UFF), Alice Akemi (profa Departamento Educação/UFF) e Valter Filé (prof. Departamento Educação/UFF)

RIBEIRINHOS DO ASFALTO 
Brasil, 2011, 26 min, Livre
De Jorane Castro
De Dira Paes, Letícia Cardoso, Ane Dias, Mendara Mariani, Hélio Castro, Armando Pinho, Tacimar Cantuária, Dione Colares e Adriana Cruz

Deisy mora na Ilha do Combu, do outro lado do rio, na frente de Belém. Ela gostaria de morar na cidade cheia de luzes que ela vê de noite na sua casa, no meio da mata. Com a ajuda de sua mãe, ela vai tentar realizar este sonho. Melhor Atriz para Paes, Dira e Melhor Direção de Arte para Santa-Helena, Rui no Festival de Cinema de Gramado, 39, 2011, Gramado, RS; Melhor Produção Amazônica no Curtamazônia, 2, 2011, Porto Velho, RO; Melhor Trilha Sonora Original para Lobato, Pio no Festival Guarnicê de Cinema, 34, 2011, São Luiz, MA; Melhor Filme pelo Júri Popular na Mostra Amazônica do Filme Etnográfico, 2011, Manaus, AM; Melhor Direção no Festival de Cinema de Maringá, 10, 2012, Maringá, PR.

ADÃO, EVA E O FRUTO PROIBIDO
Brasil, 2021, 20 min, 14 anos
De R. B. Lima
Com Danny Barbosa, Lay Gonçalves, Manoa Vitorino, Margarida Santos, William Cabral

O curta-metragem retrata o encontro entre uma mulher transexual e seu filho adolescente, separados após o nascimento. Nesse novo cotidiano, ela enfrenta seus medos, ao mesmo tempo que tenta entender o filho e o papel de ser mãe. Também não é fácil para o jovem, que busca em uma pessoa desconhecida o sentido de sua própria existência. Assim, breves momentos contribuem para o amadurecimento dos dois, traçando um caminho de descobertas e quebras de preconceitos.

NOSSOS ESPÍRITOS SEGUEM CHEGANDO 
Brasil, 2021, 15 min, Livre
De Kuaray Poty (Ariel Ortega) e Bruno Huyer

Na Tekoa Ko’ẽju, Pará Yxapy, indígena Mbya Guarani dedica os primeiros cuidados a seu filho ainda no ventre, e reflete, com seus parentes, sobre os sentidos de sua gravidez em meio a pandemia de COVID-19 no Brasil.

ME FAREI OUVIR 
Brasil, 2022, 30 min, 10 anos
De Bianca Novais e Flora Egécia

Uma investigação acerca da sub-representação feminina na política brasileira a partir do cruzamento entre narrativas e percursos de mulheres com inspiração política, que conquistaram espaços ecoando suas vozes. Melhor Filme por Júri Popular na Mostra Competitiva do 7º CineBaru – Mostra Sagarana de Cinema.

ESCREVIVÊNCIA E RESISTÊNCIA: MARIA FIRMINA DOS REIS E CONCEIÇÃO EVARISTO 
Brasil, 2021, 26 min, Livre
De Renato Barbieri e Juliana Borges

O 11º episódio da série televisiva Libertárixs, dedicada a personagens negros pouco conhecidos da história do Brasil, é dedicado a duas escritoras fundamentais da literatura brasileira.

Dia 16 sábado 19h: SESSÃO HOMENAGEM - seguida de debate com Elianne Ivo (profa Departamento de Cinema/UFF) e Tunico Amâncio (ex-prof. Departamento de Cinema/UFF). Presença confirmada do cineasta homenageado Silvio Tendler. 

A BOLSA OU A VIDA  
Brasil, 2021, 102 min, 10 anos
De Silvio Tendler

No futuro pós-pandemia da covid-19, a centralidade será o cassino financeiro e a acumulação de riqueza por uma elite ou uma vida de qualidade para todos, com menos desigualdade? O Estado mínimo se mostrou capaz de atender ao coletivo? Como garantir a vida sem direitos sociais e trabalhistas? Em qual modelo de sociedade queremos viver? O filme aborda o desmonte do conceito de bem-estar social e nos faz refletir sobre a incompatibilidade do neoliberalismo com um projeto humanista de sociedade. 38º Prêmio de Direitos Humanos de Jornalismo.


FCFA - FESTIVAL CARIOCA DE FOTOGRAFIA ANALÓGICA - ENTRADA FRANCA

Dia 20 quarta 19h : sessão seguida de debate

MUITO PRAZER, WALTER FIRMO
Brasil, 2009, 18’
De Vicente Duque Estrada e Zeka Araújo

O documentário investiga os vários universos que permeiam a obra fotográfica desse incansável caçador de imagens, através do seu trabalho de produção em campo. A narrativa é construída através de três pontos de vista: o olhar de Firmo como caçador de imagens, o ponto de vista da festa-cenário e o diálogo com as fotos produzidas por ele, contaminando a narrativa. Acompanhando Firmo em suas expedições fotográficas em lugares tão diversificados como Festa de São Jorge, Copacabana e Paquetá (Rio de Janeiro), o documentário pretende capturar sua proposta de trabalho fundamentada no “fazer fazendo”, como ele mesmo diz.

EVANDRO TEIXEIRA: INSTANTÂNEOS DA REALIDADE
Brasil, 2003, 76’
De Paulo Fontenelle

O documentário sobre a fotografia de Evandro Teixeira - um dos maiores nomes do fotojornalismo brasileiro narra sua trajetória e obra, cujas imagens, a maioria em preto-e-branco, eternizaram os principais episódios políticos do país desde a década de 60 e flagraram pelo mundo instantâneos de guerra, glória e glamour. Da queda do governo Allende, no Chile, aos desfiles de moda em Paris, passando por Copas do Mundo e Jogos Olímpicos, a obra de Evandro é muito abrangente.


AS 4 FILHAS DE OLFA - LANÇAMENTO
Dia 15 sexta 15h20 | Dia 17 domingo 17h30
Les filles d’Olfa, França/Tunísia/Alemanha/Arábia Saudita, 2023, 110’, 14 anos
De Kaouther Ben Hania
Com Olfa Hamrouni, Eya Chikhaoui, Tayssir Chikhaoui

Entre a luz e a escuridão está Olfa, uma tunisiana mãe de quatro filhas. Um dia, suas duas filhas mais velhas desaparecem. Para preencher a ausência, a cineasta Kaouther Ben Hania convida atrizes profissionais e cria uma experiência única de cinema que desvenda as histórias de Olfa e sua família. Uma jornada íntima de esperança, rebelião, violência, transmissão e irmandade, que questiona os alicerces de nossas sociedades. Prêmio de Melhor Documentário no Festival de Cannes 2023. Indicado ao Oscar de Melhor Documentário.

UTOPIA TROPICAL - LANÇAMENTO
Dia 16 sábado 17h50 | Dia 18 segunda 14h30
Brasil, 2023, 78’, 10 anos
De João Amorim

“Utopia Tropical” é um documentário embasado em conversas entre o linguista e analista político estadunidense Noam Chomsky e o brasileiro Celso Amorim, diplomata e ex-Ministro das Relações Exteriores. O filme se propõe a lançar um olhar crítico sobre a ascensão e a queda dos regimes de esquerda na América Latina nos últimos anos, abordando a manipulação feita pela mídia para descreditar o sonho de uma América Latina mais justa e plural. Chomsky e Amorim analisam as consequências dessas mudanças para as minorias, as populações afrodescendentes e indígenas, para o meio ambiente e para economia desses países. Um registro feito a partir do ponto de vista de dois intelectuais que não apenas acompanharam esses processos, mas, de uma forma ou de outra, exerceram neles alguma influência.

Trailer: https://youtu.be/AWzQHoy73Ro

20 DIAS EM MARIUPOL 
Dia 16 sábado 14h | Dia 18 segunda 16h10
20 dniv u Mariupoli, Ucrânia, 2023, 95 min, 16 anos
De Mstyslav Chernov

À medida que a invasão russa começa, uma equipe de jornalistas ucranianos presos na cidade sitiada de Mariupol luta para continuar o trabalho de documentação das atrocidades da guerra. Como os únicos repórteres internacionais que ficaram na cidade, eles capturaram imagens que definiram a guerra. Vencedor do Oscar 2024, e de mais de 28 outros prêmios, dentre eles o  BAFTA de Melhor Documentário e o Prêmio do Público - Melhor Documentário - do Festival de Sundance.

Trailer: https://youtu.be/MCcHBHUEuzw

EU, CAPITÃO
Dia 18 segunda 18h | Dia 20 quarta 16h40
IO, Capitano, Itália/Bélgica/França, 2023, 122´, 16 anos
De Matteo Garrone
Com Seydou Sarr, Moustapha Fall, Issaka Sawadogo, Hichem Yacoubi

Invertendo o olhar a partir do qual se encara a chamada “crise dos refugiados”, o filme narra a odisseia de um jovem senegalês de Dakar em busca de uma Europa “mítica”, numa arriscada travessia do Mediterrâneo a bordo de um barco superlotado, depois de ter enfrentado a hostilidade do deserto e a crueldade dos centros de detenção na Líbia. Festival de Veneza 2023 – Leão de Prata para Melhor Direção e Prêmio Marcello Mastroianni para Melhor Jovem Ator (Seydou Sarr). Indicado ao Oscar de Melhor Filme Internacional.

Trailer: https://youtu.be/YUxGbysC6uo

LEVANTE
Dia 15 sexta 17h20 | Dia 19 terça 20h
Brasil, 2023, 99´, 16 anos
De Lillah Halla

Com Ayomi Domenica (ela/dela), Loro Bardot (ele/dele/elu/delu), Grace Passô (ela/dela), Gláucia Vandeveld (ela/dela), Rômulo Braga (ele/dele), Larissa Siqueira (ela/dela), Onna Silva (ela/dela), Lorre Motta (ele/dele), Isabella Pinheiro (ela/dela), Heloísa Pires (ela/dela), Helô Campello (ela/dela), Karina Rie Ishida (ela/dela), Lorena Costa (ela/dela)

Tempos difíceis exigem jogadas furiosas. A futura liberdade e autonomia de Sofía, uma jovem jogadora de vôlei, são ameaçadas por um conservador e violento efeito manada… Às vésperas do campeonato de vôlei decisivo para seu futuro como atleta, Sofía, 17 anos, descobre uma gravidez indesejada. Na tentativa de interrompê-la clandestinamente, ela acaba se convertendo em alvo de um grupo fundamentalista decidido a detê-la a qualquer preço, mas nem Sofía nem aqueles que a amam estão dispostos a se render ante o fervor cego da manada. Prêmios de Melhor Direção e Melhor Montagem no Festival do Rio, Melhor Filme no Mix Brasil, Prêmio na Semana da Crítica no Festival de Cannes, Melhor Filme no Festival de Biarritz, Melhor Filme Ibero-Americano no Festival de Palm Springs.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Mobi load

Trailer: https://youtu.be/Mgek4DAN99I

O MENINO E A GARÇA
Dia 17 domingo 15h (DUB) | Dia 18 segunda 20h20 (LEG) | Dia 19 terça 17h30 (LEG)
Kimitachi wa dô ikiru ka, Japão, 2023, 124´, 12 anos
De Hayao Miyazaki
Com Soma Santoki, Masaki Suda, Ko Shibasaki, Aimyon, Yoshino Kimura, Takuya Kimura, Kaoru Kobayashi e Shinobu Otake

Depois de perder a mãe durante a guerra, o jovem Mahito muda-se para a propriedade de sua família no campo. Lá, uma série de eventos misteriosos o levam a uma torre antiga e isolada, lar de uma travessa garça cinzenta. Quando a nova madrasta de Mahito desaparece, ele segue a garça até a torre e entra num mundo fantástico partilhado pelos vivos e pelos mortos. Ao embarcar em uma jornada épica com a garça como guia, Mahito deve descobrir os segredos deste mundo e a verdade sobre si mesmo. Vencedor do Oscar, Globo de Ouro, Prêmio BAFTA de Cinema, New York Film Critics Circle Awards de Melhor Animação.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Mobi load

Trailer: https://youtu.be/hCg9h3ILzJ4

OS REJEITADOS
Dia 14 quinta 16h | Dia 17 domingo 19h40 | Dia 19 terça 15h
The Holdovers, EUA, 2023, 134´, 16 anos
De Alexander Payne
Com Paul Giamatti, Da’vine Joy Randolph, Dominic Sessa

Um professor mal-humorado é forçado a permanecer no campus para cuidar do grupo de alunos que não tem para onde ir durante as férias de Natal. Ele acaba criando um vínculo improvável com um deles e com a cozinheira-chefe da escola. O filme foi indicado a cinco Oscars (Melhor Filme, Roteiro Original, Ator, Atriz Coadjuvante e Montagem). Melhor Ator, Atriz Coadjuvante e Roteiro Original no National Board of Review, Globo de Ouro de Melhor Ator (Comédia) e Melhor Atriz Coadjuvante. Da’vine Joy Randolph praticamente ganhou todos os prêmios do ano na categoria Atriz Coadjuvante, incluindo o Oscar no último dia 10 de março.

Trailer: https://youtu.be/NQG5X2bzT3k

SAMSARA – A JORNADA DA ALMA
Dia 16 sábado 15h40
Samsara, Espanha, 2023, 113’, Livre
De Lois Patiño
Com Amid Keomany, Toumor Xiong, Simone Milavanh, Mariam Vuaa Mtego, Juwairiya Idrisa Uwesu

O conceito do bardo no Budismo é o de um estado de transição entre a morte e a reencarnação. Este filme é uma exploração desse espaço de transição, desse momento liminar de transformação. Acompanhamos primeiro um monge adolescente, no Laos, que todos os dias lê a uma mulher idosa para a preparar para a sua viagem até a um renascimento. Quando o seu espírito inicia essa jornada, juntamo-nos numa experiência de luz e som, em que o ciclo da vida é o do cinema também.

Trailer: https://youtu.be/8PwcWJePdGs

A SOCIEDADE DA NEVE
Dia 20 quarta 14h
La sociedad de la nieve, Espanha/EUA/Uruguai/Chile, 2023, 144’, 14 anos
De J.A. Bayona
Com Enzo Vogrincic, Agustín Pardella, Matías Recalt, Tomás Wolf, Diego Vegezzi,  Esteban Kukuriczka, Francisco Romero, Rafael Federman, Felipe González Otaño

Em 1972, o voo 571 da Força Aérea Uruguaia, fretado para levar um time de rúgbi ao Chile, sofre um acidente catastrófico nos Andes. Apenas 29 dos 45 passageiros sobrevivem à queda. Presos em um dos ambientes mais inacessíveis e hostis do planeta, eles recorrem a medidas extremas para continuar vivos. Vencedor de doze Prêmios Goya (o “Oscar espanhol”), entre eles: Filme, Diretor, Ator Revelação (Matías Recalt), Fotografia, Montagem, Trilha Sonora, Som e Efeitos Especiais. Indicado ao Oscar de Melhor Filme Internacional, A Sociedade da Neve também foi indicado ao Globo de Ouro, ao BAFTA e ao César.

Trailer: https://youtu.be/ivLzyfer_v0

leg livre

VÍDEO

Sem vídeos no momento

Você também pode gostar...

Procure outras atrações

Notícias - Cinema

Sem notícias no momento

Semana com feriado chegando, ótima oportunidade para colocar na agenda os filmes mais comentados do Oscar. O lançamento da semana é o belíssimo SEM CORAÇÃO, de Nara Normande e Tião, filme com co-produção Brasil – França e que tem no time Kleber Mendonça Filho e Emilie Lesclaux. O longa brasileiro foi destaque no Festival de Veneza em 2023 e venceu o Prêmio Félix de Melhor Filme Brasileiro no Festival do Rio. Também chega ao Cine Arte UFF ZONA DE INTERESSE, de Jonathan Glazer, vencedor do Oscar de Melhor Filme Internacional e Melhor Som, a obra foi super comentada em Cannes por abordar numa perspectiva diferente um assunto já bastante tratado no cinema, os campos de extermínio na Segunda Guerra Mundial. Seguimos com mais oportunidades para POBRES CRIATURAS, DIAS PERFEITOS, NADA SERÁ COMO ANTES – A MÚSICA DO CLUBE DA ESQUINA, SAUDOSA MALOCA, VIDAS PASSADAS e as últimas oportunidades para ANATOMIA DE UMA QUEDA, AS LINHAS DA MINHA MÃO, BOB MARLEY: ONE LOVE e O MENINO E A GARÇA. E chegamos ao fim da MOSTRA FLORES QUE VENCEM CANHÕES com dois filmes de peso: o clássico DEUS E O DIABO NA TERRA DO SOL, em versão restaurada em 4K, e PASTOR CLAUDIO, filme fortíssimo que entrevista um conhecido torturador e assassino da ditadura militar brasileira, hoje bispo evangélico.

MOSTRA FLORES QUE VENCEM CANHÕES

Diante da efeméride dos 60 anos da Ditadura Militar Brasileira, serão exibidos cinco filmes que dialogam entre si sobre o tema nos dias 1, 8, 15, 20 e 22 de abril. Sempre será preciso refletir sobre as causas e as consequências de mais de duas décadas de censura, repressão, perseguição, torturas e tantos outros atos antidemocráticos e que feriram a nossa humanidade. O cinema é parte importante desse exercício, desde clássicos como “Cabra marcado para morrer” (Eduardo Coutinho) e “Iracema, uma transa amazônica” (Jorge Bodanzky e Orlando Senna), ambos, respectivamente, celebrando seus 60/40 anos e 50 anos de lançamento; até os mais recentes “Retratos de Identificação” (Anita Leandro) e “Pastor Cláudio” (Beth Formaggini) com novas abordagens do documentário brasileiro contemporâneo. Contaremos também com uma sessão especial dos 60 anos de lançamento de “Deus e o Diabo na Terra do Sol” (Glauber Rocha) com a exibição de cópia restaurada e em 4K. (Kamilla Medeiros, curadora da Mostra)

Dia 20 sábado 16h: sessão seguida de debate com o roteirista Walter Lima Jr. e o ator Othon Bastos. Mediação Leonardo Guelman.

DEUS E O DIABO NA TERRA DO SOL
Brasil, 1964, 120’, 14 anos, DCP 4K
De Glauber Rocha 

Manuel é um vaqueiro que se revolta contra a exploração imposta pelo coronel Moraes e acaba matando-o numa briga. Ele passa a ser perseguido por jagunços, o que faz com que fuja com sua esposa Rosa. O casal se junta aos seguidores do beato Sebastião, que promete o fim do sofrimento através do retorno a um catolicismo místico e ritual. Simultaneamente, o matador de aluguel Antônio das Mortes, a serviço da Igreja Católica e dos latifundiários da região, extermina os seguidores do beato. Em 2024, o filme completa seus 60 anos de lançamento.

Dia 22 segunda 19h30: sessão seguida de debate com o psicólogo Eduardo Passos e a realizadora e pesquisadora Júlia Mariano. Mediação Lívia Cabrera.

PASTOR CLÁUDIO
Brasil, 2017, 75’, 10 anos
De Beth Formaggini

Conversa entre o bispo evangélico Claudio Guerra, ex-chefe da Polícia Civil que assassinou e incinerou militantes que se opunham à ditadura e Eduardo Passos, psicólogo militante dos direitos humanos. Suas motivações variam entre o orgulho em ser um cumpridor de ordens competente, um servo leal da luta contra o comunismo, o prazer de ser temido e o amor ao poder e ao dinheiro. Ora é um cristão arrependido, ora um assassino orgulhoso de seu trabalho.


SEM CORAÇÃO – LANÇAMENTO

Dia 18 quinta 20h |  Dia 19 sexta 18h40 | Dia 21 domingo 17h40 | Dia 22 segunda 15h20 | Dia 23 terça 18h20 | Dia 24 quarta 14h
Brasil/França/Itália, 2023, 92’, 16 anos
De Nara Normande e Tião
Com Maya de Vicq, Eduarda Samara, Alaylson Emanuel, Maeve Jinkings

Verão de 1996, litoral de Alagoas. Tamara está aproveitando suas últimas semanas na vila pesqueira onde mora antes de partir para estudar em Brasília. Um dia, ela ouve falar de uma adolescente apelidada de “Sem Coração” por causa de uma cicatriz que tem no peito. Ao longo do verão, Tamara sente uma atração crescente por essa menina misteriosa. Selecionado para a Mostra Orizzonti do Festival de Veneza 2023, vencedor do Prêmio Félix, que celebra filmes de temática LGBTQIAPN+ do Festival do Rio 2023.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Pingplay

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=PsUemUF-hzI

ANATOMIA DE UMA QUEDA

Dia 18 quinta 17h10
Anatomie D’une Chute, 2023, França, 152’, 14 anos
De Justine Triet
Com Sandra Huller, Swann Arlaud, Milo Machado-Graner, Messi, Antoine Reinartz, Samuel Theis, Jehnny Beth

A vida da escritora alemã Sandra desmorona quando seu marido, Samuel, é encontrado morto. Aos poucos, o julgamento deixa de ser apenas uma investigação das circunstâncias da morte de Samuel e se torna uma inquietante jornada psicológica às profundezas da relação conturbada entre Sandra e Samuel. Palma de Ouro no Festival de Cannes, 6 Prêmios César (incluindo Melhor Filme, Direção, Atriz e Roteiro Original), Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro e Melhor Roteiro, BAFTA de Melhor Roteiro Original, e 5 indicações ao Oscar, vencendo o de Melhor Roteiro Original.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Movie Reading

Trailer: https://youtu.be/wUcOD9f4Dvo

DIAS PERFEITOS
Dia 21 domingo 15h20 | Dia 24 quarta 19h40
Perfect Days,  Japão/Alemanha, 2023, 125’, 12 anos
De Wim Wenders
Com Miyako Tanaka, Koji Yakusho, Long Mizuma

Hirayama leva uma vida feliz, conciliando seu trabalho como zelador dos banheiros públicos de Tóquio com sua paixão por música, literatura e fotografia. Sua rotina estruturada é lentamente interrompida por encontros inesperados que o forçam a se reconectar com seu passado. Prêmio de Melhor Ator no Festival de Cannes. Indicado a Melhor Filme Internacional no Oscar e no César.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Mobi load

Trailer: https://youtu.be/j9srd9g_SEk

AS LINHAS DA MINHA MÃO
Dia 20 sábado 14h10 | Dia 24 quarta 15h50
Brasil, 2023, 80′ , 14 anos
De João Dumans

Por meio de uma série de encontros imprevisíveis, uma atriz fala sobre a sua experiência com a arte e a loucura. Dividido em sete atos, o filme é ao mesmo tempo o retrato de uma mulher e um estudo sobre as possibilidades desse retrato.  Prêmio de Melhor Filme na Mostra Aurora da 26a Mostra de Tiradentes.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Movie Reading

Trailer: https://youtu.be/lsExeHqxi58

BOB MARLEY: ONE LOVE
Dia 22 segunda 17h10
Bob Marley – One Love, EUA, 2024, 107´, 16 anos
De Reinaldo Marcus Green
Com Kingsley Ben-Adir, Lashana Lynch, James Norton, Tosin Cole

Filme biográfico dirigido por Reinaldo Marcus Green (King Richard: Criando Campeãs) que conta a história de Bob Marley, grande ícone do reggae. O longa traz momentos tanto da vida pessoal quanto pública do cantor – como sua trajetória na música, o atentado a tiros que Marley sofreu em 1976 e seu ativismo na luta pela paz. 

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Greta

Trailer: https://youtu.be/rDotggJ_oIM

O MENINO E A GARÇA
Dia 23 terça 20h (LEG)
Kimitachi wa dô ikiru ka, Japão, 2023, 124´, 12 anos
De Hayao Miyazaki
Com Soma Santoki, Masaki Suda, Ko Shibasaki, Aimyon, Yoshino Kimura, Takuya Kimura, Kaoru Kobayashi, Shinobu Otake

Depois de perder a mãe durante a guerra, o jovem Mahito muda-se para a propriedade de sua família no campo. Lá, uma série de eventos misteriosos o levam a uma torre antiga e isolada, lar de uma travessa garça cinzenta. Quando a nova madrasta de Mahito desaparece, ele segue a garça até a torre e entra num mundo fantástico partilhado pelos vivos e pelos mortos. Ao embarcar em uma jornada épica com a garça como guia, Mahito deve descobrir os segredos deste mundo e a verdade sobre si mesmo. Vencedor do Oscar, Globo de Ouro, Prêmio BAFTA de Cinema, New York Film Critics Circle Awards de Melhor Animação.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Mobi load

NADA SERÁ COMO ANTES – A MÚSICA DO CLUBE DA ESQUINA 
Dia 19 sexta 20h30 | Dia 23 terça 14h
Brasil, 2023, 79’, 10 anos
De Ana Rieper

O filme mergulha na musicalidade de um excepcional time de músicos – Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes, Toninho Horta e outros – para entender como referências musicais diversas, e influências de paisagens, história e poesia refletiram em cada um deles e na música atemporal que criaram.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Pingplay

Trailer: https://youtu.be/bV6pPdzs_DA

POBRES CRIATURAS
Dia 19 sexta 16h | Dia 23 terça 15h40
Poor Things, EUA, 2023, 141’, 18 anos
De Yorgos Lanthimos
Com Emma Stone, Mark Ruffalo, Willem Dafoe, Ramy Youssef

A fantástica evolução de Bella Baxter, uma jovem que é trazida de volta à vida pelo brilhante e pouco ortodoxo cientista Dr. Godwin Baxter. Sob a proteção de Baxter, Bella está ansiosa para aprender. Desejando conhecer mais sobre o mundo, Bella foge com Duncan Wedderburn, um advogado astuto e debochado, para uma aventura por vários continentes. Livre dos preconceitos de sua época, Bella se firma em seu propósito de defender a igualdade e a libertação. Leão de Ouro no Festival de Veneza, Globo de Ouro de Melhor Filme (Comédia) e Melhor Atriz, 5 Prêmios BAFTA (incluindo Melhor Atriz), 11 indicações ao Oscar (sendo premiado em 4 categorias, incluindo Melhor Atriz).

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Movie Reading

Trailer: https://youtu.be/9DEOJkmZLd8

SAUDOSA MALOCA
Dia 18 quinta 15h 
Brasil, 2024, 108’, 14 anos
De Pedro Serrano
Com Paulo Miklos, Leilah Moreno, Gero Camilo, Paulo Tiefenthaler, Izak Dahora

Numa mesa de bar, o velho Adoniran Barbosa conta a um jovem garçom histórias de uma São Paulo que já não existe. Lembra com carinho da maloca onde viveu com Joca e Mato Grosso, da paixão deles por Iracema e de outros personagens eternizados em seus sambas, crônicas de uma metrópole engolida pelo apetite voraz do “pogréssio”.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Mobi load

Trailer: https://youtu.be/uF4n9bnn9Tk

VIDAS PASSADAS

Dia 21 domingo 19h30 | Dia 24 quarta 17h30

Past Lives, Coréia do Sul/EUA, 2023, 106’, 12 anos

De Celine Song

Com Greta Lee, Teo Yoo, John Magaro

Nora e Hae Sung, dois amigos de infância profundamente conectados, se separam depois que a família de Nora decide sair da Coréia do Sul. Vinte anos depois, eles se reencontram em Nova York para uma semana fatídica enquanto confrontam noções de destino, amor e as escolhas que fazem uma vida. Indicado ao Oscar de Melhor Roteiro Original e Melhor Filme.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Movie Reading

Trailer: https://youtu.be/tTPETUehOMo

ZONA DE INTERESSE
Dia 19 sexta 14h | Dia 20 sábado 20h30
The Zone of Interest, EUA/Polônia/Reino Unido, 2023, 106’, 14 anos
De Jonathan Glazer
Com Sandra Hüller, Freya Kreutzkam, Christian Friede

O filme é um drama histórico que se passa durante a Segunda Guerra Mundial. Adaptado do romance homônimo do escritor Martin Amis, retrata de forma impactante a vida de Rudolf Höss, o comandante de Auschwitz, e sua esposa Hedwig, que desfrutam de uma vida aparentemente bucólica em uma casa com jardim. Mas a família feliz vive, na verdade, ao lado do campo de concentração. O dia-a dia destes personagens se desenrola entre os gritos abafados de desespero, de um genocídio em curso, do qual, eles também são diretamente responsáveis. Vencedor do Grande Prêmio do Festival de Cannes 2023 e Oscar de Melhor Filme Internacional e Melhor Som.

Acessibilidade > libras, audiodescrição, legenda descritiva em Movie Reading

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=SW_fOpnTIuk


Ingressos
Inteira – R$ 20,00 | Meia – R$ 10,00 (exceto segundas-feiras)
Segunda-feira – Promoção – R$ 5,00
Canais de venda: Guichê Web e Bilheteria

A narrativa, construída por Pedro Cadore e Cláudia Pinto, se desdobra a partir de trechos de entrevistas do próprio Belchior, proporcionando ao público um vislumbre da juventude do artista e suas reflexões sobre um mundo em constante desconcerto. O espetáculo destaca Pablo Paleólogo, que encarna o cantor cearense, e Bruno Suzano, que dá vida ao “Cidadão Comum”, uma presença constante nas canções de Belchior, representando, de certa forma, seu alter ego.

Mais do que uma mera retrospectiva, a peça aspira transmitir a filosofia de Belchior, convidando o espectador a explorar a profundidade de suas letras e pensamentos. Cadore destaca a intenção de proporcionar uma experiência nostálgica aos fãs, assim como introduzir a poesia única do compositor àqueles que ainda não a conhecem.

Ficha Técnica: Direção: Pedro Cadore

Produção Geral: Rodrigo Medeiros e Pedro Cadore

Dramaturgia: Cláudia Pinto e Pedro Cadore

Elenco: Bruno Suzano e Pablo Paleólogo

Banda: Emília B. Rodrigues (bateria), Rico Farias (violão/guitarra), Silvia Autuori (baixo/violino)

e Thomas Lenny (teclado)

Direção Musical: Pedro Nêgo

Iluminação: Rodrigo Belay

Figurino: José Dias

Técnico de Luz: Peder Salles

Técnico de Som: Nando Lopes

Direção de Marketing e Mídia: Rodrigo Medeiros (R+Marketing)

Gestão de Marketing: Fernando Gouvêa

Assistente de Marketing: Gustavo Trindade

Programação Visual: Leticia Andrade – Nós Comunicação

Produção Audiovisual: JL Studio

Assessoria de imprensa: Ribamar Filho – MercadoCom

Assistente de Produção: Rafael Barcellos e Giuliana Trindade

Direção de Produção: Well Rianc

Produção Associada: Riatti Produções

Realização: R+Marketing e Cadore Produções Artísticas


31 de maio a 09 de junho de 2024
Sexta e Sábado 20h | Domingo 19h
Teatro da UFF
Rua Miguel de Frias, 9 – Icaraí – Niterói
Ingressos: R$ 80 (inteira) – R$ 40 (meia)

Classificação: Livre
Canais de venda:
Guichê Web e Bilheteria

O casal de físicos aposentados Dayse (Analu Prestes) e Robin (Mario Borges), vive só e sem vizinhos numa casa improvisada perto da costa, numa região inóspita, assolada por um acidente nuclear. Após uma ausência de quase quarenta anos, Rose (Stela Freitas), antiga colega de profissão e amiga, chega a essa casa com uma missão que poderá mudar para sempre a vida do casal. Para complicar as coisas, Robin teve uma relação com Rose no passado.

Dramaturgia

Estruturalmente, a peça se sustenta pelo desvendamento progressivo dos sentimentos desses personagens que, aos poucos, vão mostrando não só seus problemas afetivos, mas também a profunda crise ética em relação ao seu papel na sociedade em que vivem.

Paralelamente à questão nuclear, o texto investe nas particularidades da vida desses três indivíduos – sua relação com os filhos (ou a opção por não os ter), a proximidade da morte, a traição, as omissões, a fantasia e o desejo. Trata-se de um grande desastre a espelhar os pequenos desastres de três vidas.

“A discussão da peça está para além da questão nuclear. Ela nos provoca a pensar em como usamos os recursos disponíveis. Entendo que Kirkwood quer que pensemos em nossa responsabilidade com as futuras gerações. Para mim, a grande pergunta da peça é: salvar as crianças de um futuro catastrófico é um ato de heroísmo ou uma obrigação?”, questiona Rodrigo Portella, diretor.

Ficha técnica:

Texto: Lucy Kirkwood
Tradução: Diego Teza
Direção: Rodrigo Portella
Elenco / Personagem: Analu Prestes / Dayse; Mario Borges / Robin; e Stela Freitas / Rose
Cenário: Julia Deccache
Iluminação: Paulo Cesar Medeiros
Figurino: Rita Murtinho
Trilha sonora original: Marcello H e Federico Puppi
Preparação corporal: Marcelo Aquino
Fotos: Victor Hugo Cecatto
Programação visual: Fernanda Pinto
Marketing: Victor Novaes
Operador de luz: Walace Furtado
Operador de som: Diogo Perdigão
Contrarregra: Osni Silva
Produção executiva: Bárbara Montes Claros
Direção de produção: Celso Lemos 


03 a 12 de maio de 2024
Sexta e Sábado 20h | Domingo 19h
Teatro da UFF
Rua Miguel de Frias, 9 – Icaraí – Niterói
Ingressos: R$ 80 (inteira) – R$ 40 (meia)

Classificação Indicativa:  14 anos
Canais de venda:
Guichê Web e Bilheteria

Original do escritor francês, Charles Perrault, “Chapeuzinho Vermelho” é, com certeza, o conto mais pedido pela criançada na hora de se contar histórias. 

A menina de capinha vermelha que desobedece a mãe e acaba se deparando com o lobo mau, colocando em apuros a pobre vovozinha, já teve inúmeras versões. E foi pensando em tempos de ecologia e preservação de nossa fauna, que Eduard Roessler resolveu dar um final mais ecológico ao vilão, que na verdade é um lobo Guará em extinção e também precisa de um lugar ao sol.  

Sem deixar de lado a velha moral, essa recontagem ganha mais uma lição, de que a floresta precisa de suas feras para se proteger dos intrusos e mal intencionados e as crianças precisam sempre ouvir os mais velhos e respeitar a natureza. 

FICHA TÉCNICA

Texto e Direção: Eduard Roessler

Iluminação: Leonardo Heringer

Sonoplastia: João Victor Pascale

Divulgação: Régia Perdigão

Elenco: Eduard Roessler, Thainá Lana, Gisela Roessler, Rosângela Andrade ,Willy Roessler, Mario Neto e Maíra Porto.

Classificação Etária: Livre

Duração do espetáculo: 45 minutos


04 a 12 de maio de 2024
Sábado e Domingo | 16h
Teatro da UFF
Rua Miguel de Frias, 9 – Icaraí – Niterói
Ingressos: R$ 50 (inteira) – R$ 25 (meia)
Canais de venda: Guichê Web e Bilheteria

Quando o mundo ficou refém da pandemia da Covid 19, o barítono Guido Weber e o pianista Giomar Sthel decidiram organizar alguns concertos para pequenos públicos. O sucesso foi tanto que o duo não parou mais. Giomar é brasileiro, radicado na Alemanha há quase 40 anos. Guido é alemão e suas atividades estão divididas entre ópera, musicais e recitais. Neste concerto, intitulado Musikalische Genüsse (prazeres musicais), o duo apresenta um programa dedicado a canções clássicas e românticas no idioma Alemão, com obras de Schubert, J.S. Bach e Strauss.

Guido Weber nasceu perto de Frankfurt e começou a estudar canto aos 14 anos, graduando-se pela Hochschule für Musik und Theater em Hamburgo. Suas atividades estão divididas entre ópera, musicais e recitais. Vem atuando em diversos palcos como: Ópera de Leipzig, Ópera de Graz, Linz State Theatre e no Tiroler Landestheater Innsbruck. Nos últimos anos, desenvolveu um amplo repertório nos musicais interpretando Higgins em My Fair Lady em nove produções diferentes. Guido já foi Javert em Les Miserables e Fred Graham no musical Kiss me Kate, de Cole Porter em uma produção de Hartwig Rudolz. Guido Weber cantou em O Sorriso de uma Noite de Verão no Festival do Castelo de Ettlingen, além de cantar nos teatros como Staatsoperette em Dresden e Musikalischen Komödie em Leipzig e Düsseldorf interpretando os papéis principais em EvitaGigiCrazy for youThe Fireworks e O Mágico de Oz, bem como várias participações em concertos com grandes obras religiosas e seculares que completam o trabalho musical de Guido Weber.

Giomar Sthel, brasileiro,mora na Alemanha desde 1986. Nascido em Itaperuna, mudou-se para Niterói, onde estudou piano ganhando diversos prêmios na adolescência. No início dos anos 80, foi membro da primeira formação do Música Antiga da UFF e da Banda Antiqua tocando flauta doce. Paralelamente, estudou viola da gamba com Myrna Herzog e depois foi para Haia e Basileia para estudar Música Antiga com Aneke Polls e, Jordi Savall. Realizou concertos tanto como gambista e pianista, não só na Europa, mas também nos EUA, Quênia, Japão, Israel, Ucrânia e claro no Brasil. Gravou pelo selo Tratore Pièces de Clavecin à deux violes, de François Couperin, com a gambista Myrna Herzog (2020).


PROGRAMA

FRANZ SCHUBERT (1797-1828)

Der Einsame (O solitário) D 800

An die Nachtigall (Para o Rouxinol) D 497

An die Laute (Para o Alaúde) Opus 81, nº2

Romanze (Romance) D 797

Der zürnenden Barde (O bardo furioso) D 785

+++++

IMPROMPTU opus 90, nº4 para Piano

+++++

Die Forelle (A Truta) D550

Der Lindenbaum (A Tília) D911, nº5

Die Krähe (O Corvo) D911.15

++++

IMPROMPTU opus 90, nº3 para Piano

++++

Erlkönig (Rei elfo) D 328

J.S.BACH (1685 – 1750)

Die Seele rührt in Jesu Hände (A alma descansa nas mãos de Jesus)

Aria da Cantata 127 transcrita para Piano solo por Harold Bauer

RICHARD STRAUSS (1864-1949)

Nichts (Nada) Opus 10, nº 2

Du meines Herzens Krönelein (Você, a coroa do meu coração) Opus 21, nº2

Die Nacht (A Noite) Opus 21, nº1

All mein Gedanken (Todos os meus pensamentos) Opus 21, nº1

Zueignung (Apropriação) Opus 10, nº1


14 de maio de 2024
Terça | 19h
Teatro da UFF
Rua Miguel de Frias, 9 – Icaraí – Niterói
Ingressos: R$ 30 (inteira) – R$ 15 (meia)
Canais de venda: Guichê Web e Bilheteria

0 COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

WordPress Video Lightbox Plugin