izmit escort , bursa escort bayan , ankara escort , eskisehir escort ,

Centro de Artes UFF

OSN UFF encanta em concerto dedicado a Heitor Villa-Lobos

A convite do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, a Orquestra Sinfônica Nacional da Universidade Federal Fluminense (OSN UFF) apresentou na tarde de 25 de junho, domingo, um concerto em homenagem a Heitor Villa-Lobos. A OSN UFF foi a primeira a executar peças de Villa-Lobos dentro da proposta do Theatro Municipal de que, ao longo de 2017, as principais orquestras do Estado do Rio façam parte uma série que marca as comemorações dos 130 anos do nascimento do compositor. O concerto, regido por Tobias Volkmann, teve como solista a pianista Sonia Rubinsky, considerada a maior intérprete de Villa-Lobos na atualidade.

A OSN UFF tocou as “Bachianas Brasileiras nº3 para piano e orquestra”, as “Bachianas Brasileiras nº 7” e a peça “Naufrágio de Kleônicos”, um poema sinfônico composto em 1916 e que é raramente tocado ao vivo. No poema sinfônico de Villa-Lobos, uma dançarina pagã dança ao som de uma orquestra imaginária, vivenciando assim a história do naufrágio de Kleônicos. A música de Villa-Lobos acompanha perfeitamente a narrativa, principalmente nos três momentos em que utiliza a melodia do cisne negro.

Na lenda grega, o marinheiro Kleônicos insiste em navegar por mares turbulentos e tempestuosos, quando um cisne negro cruza o céu anunciando o destino fatal. Desesperados, os marujos põem-se a chamar em coro por suas mulheres. Ao pôr do sol, o cisne sobrevoa uma vez mais o navio, que se parte em dois, afogando toda a tripulação. Kleônicos, no mar, agarra-se a um remo. O cisne então desce em rasante contra o marinheiro e, na luta, a ave se fere. O marujo afoga-se, enquanto a ave se agita e canta “no grande anseio de quem vai cantar, pela derradeira vez, o mais lindo dos cantos”. O mar faz eco aos soluços da ave, enquanto a bailarina, em convulsões, desfalece como pássaro morto.