Skip to main content
UFF - Universidade Federal Fluminense

Notícias

<< Voltar

Música

UFF: Orquestra Sinfônica Nacional leva a alunos do Coluni proposta de formação musical integrada ao ensino tradicional

Em parceria com educadores e professores do Colégio Universitário Geraldo Reis, da UFF, a música de concerto é inserida em sala de aula como parte do conteúdo escolar

Criada com a finalidade de cultivar e difundir a música sinfônica do país, a Orquestra Sinfônica Nacional (OSN) foi fundada em 1961 e incorporada à Universidade Federal Fluminense desde 1986. Passados 57 anos de sua fundação, uma iniciativa realizada com professores e educadores do Colégio Universitário Geraldo Reis (o Coluni que fica no bairro de São Domingos, Niterói) faz a difusão da música sinfônica ir além: graças a um projeto didático e educacional criativo, crianças do 4º e 5º anos do Ensino Fundamental tiveram um contato diferente com a música.

Segundo a Comissão Artística da Orquestra, a ideia para o projeto é que a Orquestra assuma uma vocação educacional, formando o seu público para que ele seja, além de ouvinte, participativo, em uma relação mais íntima com a arte. Para efetivar a integração com as crianças, o apoio da escola foi imprescindível. Dessa forma, o conteúdo foi trabalhado de forma interdisciplinar, sendo presente não só nas aulas de inglês e música, como também nas de matemática, por exemplo.

A coordenadora de Música do Centro de Artes UFF, Juliana Amaral, conta que o projeto didático é resultado de uma parceria que se começou no ano passado. “A parceria com o colégio vem desde outubro de 2017, quando se iniciaram as conversas entre a OSN e os professores do Coluni para elaboração da proposta. Em maio, os professores começaram a trabalhar em sala de aula um conteúdo didático baseado no projeto e os encontros entre os alunos e os músicos da Orquestra ocorreram ao longo do mês de setembro”.

Depois de um primeiro contato dos alunos com a música de concerto no ambiente escolar, junto aos próprios professores do colégio de aplicação da UFF, foi a vez de a Orquestra visitar a escola e mostrar as famílias de instrumentos. Foi um encontro repleto de curiosidades, experimentações, dúvidas e aprendizados. Trompista da Orquestra e membro da Comissão Artística da OSN, Waleska Beltrami conta: “O encontro foi uma grande surpresa e teve um ótimo resultado. Quando eles já tem um conteúdo pré-apresentado, há outra recepção desse público, trazem outros questionamentos, por exemplo, de como se produz o som, qual material é feito o instrumento, porque se agrupam assim, as diferenças entre sons. Eles puderam aprender na prática, fazendo música com a gente e tocando eles mesmos os instrumentos”.

Trazer a música sinfônica para o dia a dia pedagógico é algo que pode ser feito de diversas formas, já que é a música uma das artes mais versáteis e interdisciplinares. No projeto desenvolvido pela OSN nesta primeira edição do ano de 2018, as obras trabalhadas e apresentadas são do compositor alemão-brasileiro Ernst Mahle. O compositor tem obras de caráter didático, como os Duetos Modais, as Canções Folclóricas e a coleção As Melodias de Cecília, que, por meio de um conteúdo qualificado, puderam aproximar os alunos do ensino musical. Como Waleska Beltrami explica, esse contato pode trazer grandes benefícios ao ensino. “O maior ganho para eles é eles terem algo a mais dentro do próprio cenário educativo, da formação como indivíduo. Recebendo uma nova informação dessa área, você abre novos horizontes, algo que faz uma diferença na formação. Além disso, é interessante poder fazer os links entre as coisas, ver a correlação dos conhecimentos, ampliando as leituras”.

Como forma de trazer ainda mais elementos lúdicos para o ensino, os alunos ainda foram presenteados com um jogo de cartas e tabuleiros, chamado “OSN Orquestra Super Naipes”. O jogo idealizado pela Comissão Artística da OSN UFF e pelo designer Sol Klapztein, da equipe de programação visual do Centro de Artes UFF, é divertido e didático, com uma dinâmica similar a de um jogo de super trunfo, em que os jogadores aprendem sobre, disputam entre si e, com as cartas, montam sua própria orquestra a partir das características dos instrumentos.

De acordo com Deivison Branco, violinista da OSN e integrante da Comissão Artística da Orquestra, a iniciativa busca novas formas de difundir a música, em um projeto pedagógico que pode ser ampliado e inserido em outros grupos sinfônicos e escolas. “Pensamos que a OSN é responsável também pela formação dessa plateia e dessas crianças em relação a arte. Nós somos agentes influenciadores e responsáveis por essa formação, por isso iniciamos esse projeto a partir de um novo formato para projetar a música sinfônica nacional”.

Como conclusão das atividades, no dia 5 de outubro, às 10h30, no Centro de Artes UFF, o Projeto Didático da OSN UFF realiza um concerto com obras de Mahle, com a participação dos alunos, que se apresentam junto com a Orquestra. A OSN está aberta a convites e parcerias com outras escolas.

WordPress Video Lightbox Plugin