Conteúdo Principal
UFF - Universidade Federal Fluminense
kuvars klinik dudak dolgusu ankara kolaybet en iyi casino siteleri vdcasino vdcasino giriş vdcasino sorunsuz giriş Sultanbet vdcasino yeni giriş gaziantep escort diyarbakır escort istanbul escort

Notícias

<< Voltar

Geral

Dia da Consciência Negra: OSN UFF é uma das orquestras com maior número de músicos negros

Dia da Consciência Negra: OSN UFF é uma das orquestras com maior número de músicos negros.
 
Data de Zumbi e Dandara dos Palmares, Carolina de Jesus, Marielle Franco, Elza Soares e de tantos outros que lutaram e lutam diariamente contra as estruturas racistas. Este é o 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra. Marcando esta data tão importante, o Centro de Artes UFF te convida a conhecer 9 dos músicos negros da Orquestra Sinfônica Nacional UFF, uma das orquestras com maior número de músicos negros do Brasil. São eles: a violinista Taís Soares, a violista Reneide Simões, o fagotista Jeferson Souza, o violoncelista Ronildo Alves, o oboísta Jeferson Nery, o violoncelista Hudson Lima, o violoncelista Daniel Silva, o percussionista Paulo Bogado e a harpista Vanja Ferreira.
 

Taís Soares – Violinista da Orquestra Sinfônica Nacional UFF, é formada pela UFRJ no curso de bacharelado em violino, pós-graduada pelo Conservatório Brasileiro de Música na classe e Mestre em violino pela Unirio. Integrante do grupo CRON, grupo de câmara voltado para música contemporânea brasileira, como também do Grupo 3 por 4 – choro e mpb,  onde toca violino e bandolim. A violonista participou de Festivais como 37th Festival Young Artists Bayreuth, 7o. Festival Internacional di Pasqua, em Cervo na Itália, dentre outros.

Reneide Simões – Iniciou seus estudos em violino e viola no Projeto “Volta Redonda Cidade da Música”. É bacharel em música com habilitação em viola pela Escola de Música da UFRJ e pós-graduada em Docência do Ensino Superior pela Faculdade Barão de Mauá. Integrante do naipe de violas da Orquestra Sinfônica Nacional da UFF desde 2011. Atualmente, é professora no Projeto Volta Redonda Cidade da Música e integrante da Orquestra de Cordas de Volta Redonda, Orquestra de Violinos de Volta Redonda, Coro Misto do Projeto. 

Jeferson Souza – Mestre em música e Bacharel em fagote pela Escola de Música da UFRJ. Integrou a Orquestra Sinfônica de Barra Mansa e Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Em 2013, estudou como aluno de intercâmbio na Hochschule für Musik – Karlsruhe – Alemanha na classe do professor David Tomas-Realp. Como músico convidado colaborou com a Orquestra Sinfônica Brasileira, Orquestra Petrobrás Sinfônica, Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo e Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. Atualmente é fagotista no Quinteto Lorenzo Fernandez e na Orquestra Sinfônica Nacional UFF.

Jeferson Nery – Graduou-se pela UNIRIO e é pós-graduado em música de câmara pela FABEL. Já se apresentou como solista frente a OSN-UFF, Orquestra de Câmara do V Festival Internacional de Sopros – RJ e Orquestra da UNIRIO como vencedor do concurso para Jovens Solistas. Participou de vários cursos e festivais, tendo aula com renomados oboistas como Albrecht Mayer, Thomas Indermuhle, Washington Barella, Alex Klein, Jean-Louis Capezzali. Atuou como 1º oboé na OAF e professor de oboé no Liceu de Artes e Ofício Claudio Santoro. Atualmente lidera o naipe de oboés da OSN-UFF e OSRJ.

Ronildo Alves – Iniciou seus estudos com o violoncelista Milton Cunha na Scolla Cantorun da fundação Clóvis Salgado e Watson Clis na universidade de Minas Gerais. Mestre em Música, bacharel e técnico em Violoncelo pela Universidade do Rio de Janeiro. Como bolsista do governo japonês, estudou na Tokyo University of Music and Fine Arts, assim como na The Talent Education of Method Suzuki, com o professor Yoshino Terada. No Festival de Música em Valdres, Noruega (2011) aprimorou-se em “Pedagogia e metodologia do ensino do violoncelo para crianças”. No Brasil atua como professor de método Suzuki em diversos festivais como Brasília, Londrina, Minas Gerais, Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro e outros. Atualmente é professor do projeto Cidade da Música de Volta Redonda, onde leciona desde 1995 , Projeto Aprendiz de Niterói, Projeto Zeca Pagodinho e também violoncelista da Orquestra Sinfônica Nacional UFF.

Hudson Lima – Mestre em Musicologia com ênfase em Etnografia das Práticas Musicais – Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Bacharel em Música – habilitação violoncelo – Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Músico violoncelista da OSN UFF. Membro da Escola Lacaniana de Psicanálise do Rio de Janeiro, professor de violoncelo (Escola de Música Villa-Lobos-RJ) e professor convidado Pós-graduação Lato sensu (CBM-CEU).

Daniel Silva – Violoncelo Natural de Niterói RJ , iniciou seus estudos de violoncelo com Nerisa Aldrighi e aperfeiçoou com Atelisa Salles, Marcelo Salles, Iura Ranevsky, Alceu Reis dentre outros. Participou de Festivais como o Bayreuth Festival of Young Artists (DE), Festival Internacional de Campos do Jordão (BR), Femusc (BR), Orquestra Sinfônica CAF latino-americana sob a regência do Maestro Gustavo Dudamel (VE), entre outros. Como solista foi vencedor do Concurso Jovens Solistas da OSB Jovem. Daniel é Bacharel em música pela UFRJ, pós-graduado pelo CBM, integrante da Orquestra Sinfônica Nacional, do Quarteto Kalimera e do Quarteto MetAcústico.

Paulo Bogado –  Em 1992 ingressou na Escola de Música da UFRJ, onde concluiu o curso Técnico Básico e o profissional de Percussão. No mundo sinfônico, iniciou seus trabalhos na OSJTMRJ (Orquestra Sinfônica Jovem do Teatro Municipal do RJ), OSEM (Orquestra Sinfônica da Escola de Música da UFRJ), Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal do RJ, Orquestra Sinfônica Brasileira, Orquestra Filarmônica do RJ e Orquestra Sinfônica Petrobras Pró Música. Atualmente é percussionista titular da OSN UFF (Orquestra Sinfônica Nacional da Universidade Federal Fluminense).

Vanja Ferreira – Solista na OSN, prof. de harpa no Conservatório de Música de Niterói e doutoranda pela UNIRIO. Concertista com notória atuação no país gravou para RÁDIO MEC e TV BRASIL. Diretora artística do I Rio Harp Festival (2006) e Conferência Concurso Latino-Americano de Harpa (2010-2012/SC). Premiada no Rumos Música Itaú Cultural (2010-2012), realizou os projetos Você conhece a Harpa?, Muito Prazer, Eu sou a Harpa (2013) e integrou corpo docente nos Festivais de Domingos Martins/ES (2011), Coreto Paulista de Tatuí/SP (2014) e Conexões Musicais/RJ (2017/2018). Representou o Brasil na 24èmes Journées Internationales de la Harpe dans la Caraïbe et en Guyane (2016) e participou na XXII Bienal de Música Brasileira (2017). Atualmente, convidada pelo SESC Nacional, integra a turnê SONORA BRASIL 2019/2020″.
WordPress Video Lightbox Plugin