Filme clássico será exibido com a Orquestra Sinfônica Nacional UFF, ao vivo

O filme ‘Limite’, um clássico do cinema mudo será exibido com a Orquestra Sinfônica da UFF ao vivo, nos dias 12, 13 e 14 de maio, na série OSN Cine.
‘Limite’, do carioca Mário Peixoto, lançado em 1931, foi considerado o melhor filme brasileiro de todos tempos pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema e é tido como um marco na produção audiovisual do país.
Filmado em Mangaratiba, Limite conta a história de três pessoas que, Em um pequeno barco à deriva, duas mulheres e um homem, relembram seu passado recente. Uma das mulheres escapou da prisão, a outra estava desesperada, e o homem tinha perdido sua amante. Cansados, eles param de remar e se conformam com a morte, relembrando as situações de seu passado. Eles não têm mais força ou desejo de viver e atingiram o limite de suas existências.

Saiba Mais

Música Antiga da UFF em nova apresentação dos Cantos Carnavalescos

Devido ao sucesso de público, o grupo Música Antiga da UFF realizará, no dia 7 de maio, um novo concerto do programa Cantos Carnavalescos, que encantou o público desde a primeira apresentação.

História e música estão unidas pela escolha do repertório do grupo Música Antiga da UFF. As festividades carnavalescas, cuja origem remete à Antiguidade Romana, para exaltação do deus Saturno, promoviam a inversão dos papeis sociais. Tais celebrações se mantiveram durante a Idade Média e foram aos poucos cristianizadas. Nos séculos XV e XVI, em Florença, as festividades carnavalescas ocorriam no período que precedia a quaresma e retornavam depois na chegada da primavera, terminando apenas em 24 de junho, dia de São João – patrono da cidade de Florença, como também de Niterói.

  • Postado em 25 abr 2017
  • Em Música
Saiba Mais

Centro de Artes é espaço de intercâmbio cultural e resgate da ancestralidade

“O verdadeiro amigo é aquele que trata de mãos dadas… Dá-me a tua mão e eu te dou a minha. E de mãos dadas conseguimos resolver tudo quanto existe na vida”. Essas palavras sintetizam a amizade entre dois mestres da oralidade das ilhas de São Tomé e Príncipe, no Golfo da Guiné: Mestre Gueva e Mestre Zawa, protagonistas do documentário “Dois Irmãos” (Dôsu Manu), de João Velho e Leonardo Guelman. O filme abriu o evento da noite de 29 de março, no Centro de Artes da UFF, em Icaraí, em celebração às relações entre Brasil e África e à ancestralidade. O encontro incluiu o lançamento das publicações “Projeto São Tomé e Príncipe Plural: Sua gente, sua história, seu futuro” e “Territórios Criativos: Cariri, Quilombo Machadinha, Madureira e Paraty”; uma apresentação do jongo Tambores da Machadinha, do município fluminense de Quissamã; e uma edição do UFF Debate Brasil, com o tema Diálogos da Africanidade: territórios criativos e a experiência de cooperação Brasil-África.

Saiba Mais