Skip to main content
UFF - Universidade Federal Fluminense

Música Antiga da UFF

<< Voltar

Musica Antiga da UFF e sua história

O Música Antiga da UFF busca recriar a sonoridade da Idade Média e do Renascimento, encantando o espectador com as músicas e o fascínio das histórias que compõem seus ricos repertórios, resgatando e transmitindo não apenas a música, mas também o contexto histórico e cultural dessa épocas. O grupo vem atuando a 35 anos na consolidação do ensino, da pesquisa e da extensão, realizando um trabalho de formação de plateia e de conexão da Universidade com a sociedade.

A história do Música Antiga da UFF se inicia com a criação de um grupo de flauta doce liderado por Marcio Paes Selles que estreou em 30 de junho de 1982 no Cine Arte UFF. Novos integrantes chegaram e o grupo ganhou notoriedade sendo contratado pela universidade em 1984. Nessa primeira fase, o grupo foi composto por Lenora Pinto Mendes, Leandro Mendes, Lena Mendes, Márcio Paes Selles, Renato Lavoyer Escudeiro, Mário Orlando, Kristina Augustin e Virginia Van der Linden permanecendo juntos por cerca de três anos.

Nesse período, por meio de doações da Funarte e do Consulado da Alemanha, o grupo pôde expandir seu repertório com a aquisição de réplicas de instrumentos da época, como alaúde, viola da gamba e krummhorn.

Nos anos entre 1985 e 1986 o grupo abriu novas frentes de apresentações com várias participações em programas televisivos, gravações de trilhas sonoras e inserções em espetáculos teatrais. Vale citar a gravação da trilha sonora do curta-metragem Roberto Rodrigues com direção de Tunico Amâncio, e ainda com o mesmo diretor, dois videoclipes com músicas de Henrique VIII, Blow Thy Horn, Hunter (1985) e Pastime with good company (1986) em produção conjunta com o núcleo de Áudio Visual da UFF e TVE e apresentados no V Encontro de Música Antiga de Curitiba (1987). No currículo do grupo também consta a execução da trilha do espetáculo teatral “Fiorina”, indicada ao prêmio Coca-Cola de Melhor Música (1992).

Ao longo da existência do grupo seus integrantes se aperfeiçoaram no Brasil, Europa e Estados Unidos tornado-se mestres ou doutores na prática da Performance Historicamente Informada. Nesses 35 anos de atividades realizou concertos por praticamente todas as capitais Brasileiras e gravou nove discos, além de ministrar cursos e palestras. O grupo, juntamente com a universidade idealizou e produziu festivais como Mostra de Música Antiga de Niterói (1985), Música Antiga no Paço Imperial (1987), I e II Encontro de Música Antiga da UFF (1990 e 1991), Encontro UFF de Violas da Gamba (1993), Festival UFF de Música Antiga (2016).

Em sua trajetória, conta com a participação em importantes festivais de música no Brasil e no exterior, tais como: Festival Seviqc Brezice na Eslovênia (2013), Festival de Música de Paraty (2008), Oficina de Música de Curitiba (1985,1986,1987), Festival de Música Barroca de Alcântara (2012, 2014), Festival de Música Colonial de Juiz de Fora (2003, 2004), Festivais de Inverno na Região Serrana do Rio de Janeiro, entre outros. Em 1999 realizou uma turnê produzida pelo SESC Nacional, Sonora Brasil, quando se apresentou em 21 cidades brasileiras.

O grupo realiza apresentações com regularidade em importantes salas de espetáculo da cidade e do Estado do Rio de Janeiro, como Teatro da UFF, Teatro Municipal de Niterói, a Sala Cecília Meirelles, Espaço Cultural BNDES, Centro Cultural Justiça Federal e algumas unidades do SESC, estas espalhadas por todo o Brasil. Em 2018, o Centro de Artes da UFF produziu o primeiro longa metragem intitulado “Música do Tempo – Do Sonho do Império ao Império do Sonho” que conta a trajetória artística do grupo durante os mais de trinta anos de pesquisa e difusão da música. O filme entrou em circuito nacional pelo Espaço Itaú de Cinema em 2019.

Em 2018 os músicos Marcio Paes Selles e Lenora Pinto Mendes se aposentaram e em 2019 foi a vez de Virgínia Van der Linden. O grupo aguarda o concurso público para três novos integrantes. Certamente o ano de 2020 será o início de uma nova etapa, uma nova história do Música Antiga da UFF.

Discografia
1992 – Cantares de Amor, Sospiros e Cuydados – selo Niterói Discos (LP)
1994 – Lope de Vega – Poesias cantadas 1997 – Cânticos de amor e louvor
1998 – Música no Tempo das Caravelas
2001 – A Chantar – Trovadoras medievais
2001 – O Canto da Sibila
2004 – Medievo Nordeste
2011 – Carmina Burana 2013 – Milagres de Santa Maria

Participação
1985 – LP Fernando Pessoa (trilha sonora) produzido pelo Instituto de Letras da UFF.
2008 – Sonora Brasil: Circuito Nacional de Música – patrocínio SESC

 

 

WordPress Video Lightbox Plugin