Skip to main content
UFF - Universidade Federal Fluminense

Sarau das Artes

Sessões:
17/07 (Ter) 18:00

 

O nosso Sarau é temático para alinhavar com coerência e profundidade. Assim, os convidados e participantes terão como leitmotiv um dado tema. A cada edição, abordaremos assuntos como: Exílio, Tempo, Revolução, Amor, Memória, Cidade, Infância, Loucura, Natureza, Utopia, Ética, Desobediência, Sonho, Erotismo, Olhar etc.

O patrono in memoriam, que estará associado ao tema do mês; O homenageado, que será um artista relevante na cena literária atual.

A ideia é ter um amplo painel, com múltiplas expressões artísticas em torno da Poesia: falada, escrita, imagética, performatizada, cantada, dançada. O público ficará imerso nas sensações que a Poesia estimula. Momentos de evasão, de reflexão e de afeto.

A Poesia é uma cornucópia de criativa provocação: sempre há o que nos revelar. São mares a desbravar, mundos a descobrir. Poesia não é só palavra: é mergulho e voo. Fica o convite para esta aventura.

Curadoria: Gilberto Gouma, Pierre Crapez e Wanda Monteiro

Tema: O FEMININO
Patrono: Hilda Hilst (in memoriam)
Poeta homenageado: Patrícia Porto

Sobre o tema:

Antes a identidade feminina e a condição social da mulher eram referidas a fatores biológicos e ao nível das representações sociais, as noções culturais giravam em torno desses fatores. Os movimentos feministas lançaram sobre a mulher uma categoria política sob o argumento de que a identidade feminina é uma construção social e não um dado natural e biológico. As argumentações teóricas sobre o assunto ampliaram o espectro desse universo. Hoje, essa discussão transcende o sexo e amplia a reflexão no campo do gênero. Porquanto o processo dialético do estudo não tem mais como objeto a mulher e sim o feminino: a tese mulher é uma categoria biológica foi substituída pela antítese mulher é uma construção social. A nova percepção de ser a mulher uma construção social nos permite questionar e relativizar o caráter absoluto dos conceitos, pois nela, reside a força transformadora de toda a discussão sobre o universo do feminino. O Feminino para ser desvelado requer olhos que possam enxergar suas invisibilidades e uma escuta sutil paras as nuances e tons de suas tão diversas vozes. Wanda Monteiro

17 de julho de 2018
Terça - 18h às 21h
Varanda Cultural do Centro de Artes UFF
Rua Miguel de Frias, 9 - Icaraí, Niterói
Entrada Franca

VÍDEO

Sem vídeos no momento

Você também pode gostar...

Procure outras atrações

0 COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

WordPress Video Lightbox Plugin