Skip to main content
UFF - Universidade Federal Fluminense

Quarteto Bosisio

Sessões:
08/09 (Dom) 10:30

 

Os seis quartetos que Mozart dedicou ao seu amigo Haydn

É quase a história de Mozart e Salieri contada ao contrário: Mozart e Haydn eram grandes amigos e se admiravam mutuamente. Em uma época em que os compositores dependiam de encomendas de obras para sobreviverem, Mozart simplesmente dedica ao amigo seis de seus melhores quartetos. Nesta série incluem-se os dois mais famosos, que passaram a ser chamados pelo público de "A CAÇA" e "A DISSONÂNCIA", obras celebradas como um dos ápices da música de câmara de todos os tempos.

Mozart era ciente de sua superioridade em relação aos compositores da época e não escondia esse fato em falsa modéstia. Sua admiração por Haydn, considerado "o pai" do gênero "quarteto de cordas", fazia-se notória, assim como a obra do já falecido J. S. Bach, pela qual nutria profundo respeito. Eram, para ele, as duas grandes referências.

Conta-se a história, na qual, em Viena, durante a apresentação de um quarteto de Haydn, um outro compositor, mordido pela inveja, venenosamente, cochichou a Mozart: "Não gosto... jamais escreveria assim...", quando o gênio de Salzburg respondeu: "Eu também não conseguiria escrever assim. Provavelmente nós dois não teríamos o mesmo talento para tal..."

Sendo como for a simples dedicatória espontânea de seis grandes obras a Haydn, certifica, além da amizade, o alto grau de admiração artística, com a relevância de partir de alguém como Mozart, único na História da Música. 

Sobre o Quarteto Bosisio

Este renomado grupo de música de câmara surgiu na década de 1980, idealizado pelo violinista Paulo Bosisio, que estudara por oito anos na Europa com Max Rostal, na época considerado o maior pedagogo daquele continente. Quando retornou ao Brasil, Bosisio fundou o atual quarteto mantendo os pensamentos artísticos do antigo mestre onde o ideal estético-instrumental deveria emergir de uma fonte única, com perfil próprio e bem diferenciado.

O Quarteto Bosisio apresentou-se, desde o seu início, nas mais importantes salas de concerto da cidade onde é residente, o Rio de Janeiro, como o Teatro Municipal, Sala Cecília Meireles, Centro Cultural do Banco do Brasil, Teatro do BNDES e várias outras, não só oferecendo o tradicional repertório romântico-classicista, mas também muita música brasileira, várias em primeira audição mundial, nas Bienais de Música Contemporânea e Panorama da Música Brasileira, inclusive realizando a primeira gravação mundial do Quarteto nº4 de Villa-Lobos. Internacionalmente, o Quarteto Bosisio realizou tournée pela Europa, inclusive gravando quartetos brasileiros para programas da BBC, realizando também master-classes. 

 

Programa
Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791)
Quarteto em si b maior "A CAÇA K458
Allegro vivace
Menuetto
Adagio
Alegro assai
                                 
Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791)
Quarteto em Dó maior K465 "DISSONÂNCIA "
Adagio-Allegro
Adagio cantabile
Menuetto
Molto alegro

 

PAULO BOSISIO 1º violino         
CARLOS MENDES 2º violino
DHYAN TOFFOLO viola          
MARCELO SALLES violoncelo

8 de setembro de 2019
Domingo | 10h30
Cine Arte UFF
Rua Miguel de Frias, 9 - Icaraí, Niterói
Ingressos: R$20 e R$ 10 meia

VÍDEO

Sem vídeos no momento

Você também pode gostar...

Procure outras atrações

Notícias - Música

TEATRO DA UFF

Rua Miguel de Frias, 9, Icaraí – Niterói/RJ
344 lugares
Informações: 3674-7512 | a partir de 14h

0 COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

WordPress Video Lightbox Plugin