Skip to main content
UFF - Universidade Federal Fluminense

PANORAMA DA 3ª MOSTRA DO FILME MARGINAL

Dia 26 quinta, 19h, Entrada franca, 16 anos
Cineclube Sala Escura – Entrada franca – Exibição + Debate

Sessões:
26/09 (Qui) 19:00

 

Por meio de uma parceria entre o cineclube Sala Escura, do Departamento de Cinema e Vídeo da UFF, e a Mostra do Filme Marginal, a sessão apresenta seis curtas-metragens realizados entre 2017 e 2019. Após a exibição, haverá debate com as realizadoras e os realizadores dos filmes. A sessão é um recorte da 3ª Mostra do Filme Marginal, que aconteceu no Rio de Janeiro entre 14 e 22 de setembro de 2019.

 

MANGA COM LEITE
Brasil, 2019, 9’ | De Nathali de Deus

Manga com leite é uma história de busca à ancestralidade que parte do olhar de uma criança. Diara é uma menina de 10 anos que tem a companhia de uma árvore antiga em seu quintal, que irá lhe ensinar qual o significado de resistência.
 

COROAÇÃO
Brasil, 2019, 9’
De Juciara Áwô e Luana Arah, com Mariana Maia, Rubens Barbot, Sonia Regina

A performer Mariana Maia transita seu corpo pela cidade numa narrativa sensorial que envolve a relação da água na sua ancestralidade enquanto mulher preta.

 

REBENTO
Brasil, 2019, 17’
De Vinicius Eliziário, com Jessica Duarte, Juliete Nascimento, Pedro Riccardo, Gabriel Piedade, João Pedro

Zói, ao saber da gravidez de sua namorada, desata em si sentimentos suspensos. Pedro só queria terminar o desenho de sua família.

 

EU PRECISO DESTAS PALAVRAS ESCRITA
Brasil, 2017, 19’
De Milena Manfredini e Raquel Fernandes, com Luciano Quirino

O passado de Arthur Bispo do Rosario é praticamente desconhecido. Sabe-se apenas que era negro, marinheiro e pugilista. Em 1938 é internado na Colônia Juliano Moreira após um delírio místico. Com diagnóstico de esquizofrenia paranoide, é iniciada sua peregrinação em busca do divino e da catalogação do universo.

 

EU NÃO NASCI PRA SER DISCRETA
Brasil, 2018, 15’ | De Alek Lean

Jovens descendentes de negros, japoneses, índios e judeus falam como é difícil ser afeminado num mundo machista até mesmo no meio LGBTQ, onde há certa exigência em ser discreto para poder se relacionar afetivamente e ter uma boa convivência na sociedade em geral.

 

MARAKÁ’NÀ
Brasil, 2019, 21’ | De Grupo Popular Pesquisa em Ação

Esta é uma história semelhante a muitas lutas em todo o Brasil, contra os megaeventos e o modelo de desenvolvimento imposto de cima. Este filme usa testemunhos dos protagonistas e imagens históricas para relatar toda a violência e abusos que ocorreram devido à Copa do Mundo de 2014. Ao redor do estádio do Maracanã, levantaram-se diferentes lutas: aquele do movimento social “Não vai ter copa”, a resistência indígena da Aldeia Marakana, contra a remoção da Favela do Metrô Mangueira e da escola Municipal Friedenreich.

nac 16 grátis

TRAILER

Sem vídeos no momento

Você também pode gostar...

Procure outras atrações

Notícias - Cinema

 


INGRESSOS

Inteira – R$ 16,00 | Meia – R$ 8,00
(Exceto segundas-feiras)

Segunda-feira  -R$ 5,00
(Promoção “Meia-entrada para todos”)

0 COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

WordPress Video Lightbox Plugin