Skip to main content
UFF - Universidade Federal Fluminense

21º FBCU – FESTIVAL BRASILEIRO DE CINEMA UNIVERSITÁRIO

Sessões:
12/09 (Qui) 14:00 - 13/09 (Sex) 19:00 - 14/09 (Sab) 19:00
15/09 (Dom) 19:00 - 16/09 (Seg) 19:00 - 17/09 (Ter) 19:00
18/09 (Qua) 19:00

 

 

Quinta-feira 12 de setembro

 

14h – MOSTRA ACESSÍVEL, 48’, 12 anos

 

QUIM:ERA
Brasil, 2015, 2’, Cinema de Animação – UFPel
De Taíla Soliman, com vozes de Jorge Vasconcellos e Marcelo Barbosa

Dona Conceição e seu bonsai entram em uma viagem quimérica para compreender o tempo. Melhor Direção de Arte - 14º NOIA Festival Brasileiro de Cinema Universitário

 

GAROA
Brasil, 2015, 4’, Cinema de Animação – UFPEL
De Amanda Trindade

Uma garota usa a dança como forma de resgatar seu passado e encontrar sua liberdade.

 

PEDACINHO DO CÉU
Brasil, 2016, 15’, Cinema – UNESA
De Caio Alvarenga, com Léa Garcia, Vinícius Patrício, Silvia Bertelli e Andrey Castro

No coração do Rio de Janeiro, no ponto mais alto e isolado da favela Pedacinho do Céu, mora Maria da Graça, abnegada e batalhadora mãe de Pedro, que trabalha duro para manter os estudos de seu filho. Ele, por sua vez, aguarda ansiosamente o resultado do vestibular e de uma eventual bolsa de estudos. No contexto de uma sociedade competitiva e desigual, o fracasso de Pedro pode selar definitivamente a sua sorte, mas a vitória e superação também podem cobrar seu preço.

 

À BUSCA DA FELICIDADE
Brasil, 2015, 3’, Design Gráfico - Animacao e Ilustracao Digital – UVA
De Aline Mendonça

Homens estão correndo em direção a um muro, todos querem chegar do outro lado o mais rápido possível, mas acabam se atrapalhando no meio de seus desesperos. Enquanto apenas um cara caminha tranquilamente sem se preocupar com o caminho a percorrer até o outro lado.

 

FORA DE QUADRO
Brasil, 2016, 20’, Cinema – UFPE
De Txai Ferraz, com Francisca Maria, Vânia Soares, Robeyoncé Lima, Alberto Ananias

As histórias de vida do pedreiro azulejista Alberto, da professora Vânia, da empregada doméstica Chica e da estudante Rob. Pessoas comuns, assim como você.

 

IAMI
Brasil, 2016, 4’, Design de Mídia Digital – PUC Rio
De Thiago Macedo

Uanhã é um índio Mawé que certa noite presencia um fato inacreditável, o roubo da noite. Agora ele precisará da ajuda do pajé para ver a lua outra vez.

 

Sexta-feira 13 de setembro

 

19h – Mostra Competitiva de Curtas Programa 1, 94’, 14 anos

(com debate após a sessão)

 

PERPÉTUO
Brasil, 2018, 25`, 12 anos, Comunicação Social - Rádio e TV – UFRJ
De Lorran Dias, com Rainha Timbuca, Gustavo Dias, Edna Toledo

Século XXI, América do Sul, Brasil, Rio de Janeiro, Baixada Fluminense, Nova Iguaçu, Cerâmica e Comendador Soares: Silvia e Alex voltam a morar juntos. Forças invisíveis do passado se atualizam nas ruínas do presente. Vida em movimento.

 

QUANDO ERA PRIMAVERA
Brasil, 2019, 14`, 10 anos, Cinema e Audiovisual, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás
De Lara Damiane, com Gabriela Alves, Guilherme Augusto, Guilherme Santos

No final de 2015 eclodiram as ocupações das escolas estaduais em Goiás contra a implantação das Organizações Sociais. A primavera estudantil marcou um novo período de resistência e de radicalização das estratégias de luta dos estudantes. Em Goiás, o movimento estudantil foi vitorioso, e essa é nossa memória.

 

RONDA
Brasil, 2019, 25`, 12 anos, Curso Superior do Audiovisual, CTR – ECA – USP
De Mauricio Battistuci e Francisco Miguez, com João Filho, Georgette Fadel, Rogério Bandeira

Segurança desempregado, Hélio cai em uma espiral de encontros em São Paulo. Enquanto faz promessas de ascensão para sua companheira, que ainda não veio para a capital, passa a rondar a cidade, sem rumo, por sua função.

 

GLÓRIA
Brasil, 2019, 6`, 10 anos, Comunicação Social - Rádio e TV – UFRJ
De Yaminaah Abayomi e Nádia Oliveira, com Timbuca Hai, Maria Gilda Alves de Oliveira, Yaminaah Abayomi

Das lágrimas às tsunamis, toda água tem a mesma origem e um só fim.

 

ESPAVENTO
Brasil, 2019, 24`, 14 anos, Realização em Audiovisual, EAV-Vila das Artes – CE
De Ana Francelino, com Mara Rachel Oliveira, Lidia dos Anjos, Tupini

Em um futuro qualquer, a cidade de Fortaleza sofre a contaminação de uma patologia causada pela poluição das construções civis. A luta e as ações contra a principal empresa imobiliária são os motivos que levam Enya a resistir. Resistir como quem deseja.

 

Sábado 14 de setembro

 

19h – Mostra Competitiva de Curtas Programa 2, 98’, 12 anos

(com debate após a sessão)

 

BEAT É PROTESTO - O FUNK PELA ÓTICA FEMININA
Brasil, 2018, 24`, 14 anos, Comunicação Social - Rádio, Tv, Internet, UMESP – Universidade Metodista de São Paulo
De Mayara Efe

Retrato da cena underground das mulheres no funk de protesto da última década de São Paulo com depoimentos de mulheres transgênero, cisgênero, que transitam em diferentes funções como cantoras, DJs, beatmakers, produtoras, empresárias, MCs, dançarinas, e também depoimentos de drag queens. O projeto investiga e dá voz a essas mulheres que estão fora da mídia atualmente, e explora temas como políticas públicas, mercado e o corpo feminino nesses espaços.

 

SUPER ESTRELA PRATEADA
Brasil, 2018, 28`, 12 anos, Cinema e Audiovisual, UNA - Centro Universitário UNA – MG
De Leonardo Branco
Com Rejane Faria, Marcelo Souza e Silva, Juninho Vende-se

Um casal aficcionado por fogos de artifício descobre o grande Super Estrela Prateada.

 

UM ESTRANHO NO ESCURO
Brasil, 2019, 15`, 12 anos, Cinema e Vídeo – IACS/UFF
De Matheus Albano
Com Aléssio Abdon e Fábio Ramalho

Um músico cego presencia um homicídio e é seguido até sua casa pelo assassino.

 

O REFLEXO DO ABISMO
Brasil, 2019, 14`, 12 anos, Cinema, UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina
De Rafael Minari , com Eduardo Alexandre

Memórias e pesadelos. O mergulho nas águas profundas do inconsciente nunca é sereno. As criaturas perambulam entre o sono e o real.

 

ADEUS ÀS COISAS
Brasil, 2019, 17`, livre, PPGArtes – Programa de Pós-graduação em Artes, UERJ
De Ian Schuler

Um pequeno cosmos para as coisas.

 

Domingo 15 de setembro

 

19h – Mostra Competitiva de Curtas Programa 3, 98’, 12 anos

(com debate após a sessão)

 

DOS ANTIGOS AOS FILHOS DO AMANHÃ
Brasil, 2017, 30`, livre, Comunicação Social – Cinema, PUC-RJ
De Leonardo A. Gelio, com Antônio de Jesus, Alonso de Jesus, Vitor Cardoso

A luta pela manutenção da cultura caiçara através da construção de uma canoa, e a passagem desse conhecimento às gerações futuras, meninas da comunidade caiçara de Trindade, RJ.

 

SÓ SEI QUE FOI ASSIM
Brasil, 2018, 7`, 10 anos, Cinema de Animação, UFPEL – Universidade Federal de Pelotas
De Giovanna Muzel, com vozes de Giovanna Muzel e Jacson Piovesan

Quando Santiago, o melhor amigo de Júlia, encontra um livro falando sobre a selva e como é a vida lá, ele decide que está na hora de finalmente agir como um tigre e partir em uma jornada até a selva. Durante essa aventura eles confrontam suas inseguranças e encontram algumas das forças que possuem.

 

IMPERMEÁVEL PAVIO CURTO
Brasil, 2018, 21`, 12 anos, Cinema e audiovisual, UNA – MG
De Higor Gomes, com Kauane Tarcila, Juliana Floriano e Emanuele Paixão

Jaqueline tem aquilo que muitos chamariam de personalidade forte. A adolescente vive com a tia e enfrenta alguns problemas na escola. Sua companhia diária é uma bicicleta, com a qual passeia pelo bairro. Um dia, Jaqueline e a tia pegam a estrada, mas as coisas não saem como o esperado.

 

A VIDA É PRA VALER
Brasil, 2018, 24`, 10 anos, Cinema e Audiovisual, UFRB – Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
De Marvin Pereira, com Igor Fróes, Tailana da Cruz, Amana Raha

Baseado na música “Marvin” do grupo Titãs, a trama conta a história de Cristóvão, adolescente que precisa assumir as responsabilidades e as dívidas deixadas por seu pai Antônio junto ao carrasco Seu Adolfo. Com uma linguagem que flerta entre o lúdico e o realismo fantástico, o curta traz referências do novelismo rural.

 

UM BEIJO PARA SOFIA
Brasil, 2018, 16`, livre, Cinema e Audiovisual, UNIMEP – Universidade Metodista de Piracicaba
De Calleb Jangrossi
Com Fernanda Viacava, Ana Sophia Delicato, Caio Laranjeira

Sofia é uma criança soropositiva, que com ajuda de sua mãe e o apoio de seu melhor amigo Davi, precisará enfrentar problemas nunca confrontados em sua infância. Entre medicações e unicórnios ela descobrirá uma amizade transformadora.

 

Segunda-feira 16 de setembro

 

19h – Mostra Competitiva de Curtas Programa 4, 88’, 12 anos
(com debate após a sessão)

 

LAKIÃNÔ/XOKLENG: OS ÓRFÃOS DO VALE
Brasil, 2018, 31`, 10 anos, Jornalismo, UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina
De Andressa Santa Cruz e Clara Comandolli, com Carli Caxias Popó, Faustino Criri, Willi Ndilli

Resgate da história da população indígena Laklãnõ/Xokleng, no Vale do Itajaí, em Santa Catarina, através principalmente de depoimentos de indígenas, dividindo-se em três momentos: a chegada dos imigrantes e o genocídio indígena consequente, a violência e desapropriação de territórios através do alagamento de aldeias após construção da Barragem Norte e o cenário atual de ameaça com a não homologação da Terra Indígena Ibirama-Laklãnõ, aguardada desde 2003, e o assassinato de um líder indígena em janeiro de 2018.

 

LIBERDADE!
Brasil, 2018, 19`, 12 anos, Bacharelado em Audiovisual, SENAC – SP
De Ana Carolina Ferreira, com Raphael Meira, Ana Ferreira, Rafael Cabral

Apresentação de um lado bastante particular e pouco conhecido do bairro da Liberdade, localizado na cidade de São Paulo, e que hoje é famoso por concentrar a maior colônia japonesa no Brasil. Uma história violenta que foi deixada no esquecimento através de gerações.

 

#ELENÃO: MULHERES PARAENSES CONTRA O FASCISMO
Brasil, 2018, 20`, 10 anos, Jornalismo, UNAMA – Universidade da Amazônia
De Joyce Cursino, com Kalynka Cruz, Adima Monteiro, Flávia Câmara

O documentário revela como um movimento de mulheres inundou as redes e as ruas para dizer #EleNão. São relatos de mulheres em diferentes frentes da luta contra o fascismo, representado na candidatura de Jair Bolsonaro à presidência da República nas eleições de 2018, que demarcam uma narrativa histórica e única no Pará, no Brasil e no mundo.

 

CASA DO POVO
Brasil, 2019, 11`, 10 anos, Curso Superior do Audiovisual, CTR – ECA – USP
De Clara Dias e Pedro Petriche, com Camila da Silva Costa, Marcos Antonio Alves Bezerra, Débora C. de Carvalho

A Arena Corinthians foi construída no bairro paulistano de Itaquera, aproximando as estruturas do clube a um grande reduto da sua torcida. A partir de filmagens no tour oficial da arena e de conversas com torcedores que moram no bairro, observa-se a relação dúbia que lá se estabeleceu após a construção do estádio.

 

O VERBO SE FEZ CARNE
Brasil, 2018, 7`, 12 anos, Cinema e Audiovisual, CAC – UFPE – Universidade Federal de Pernambuco
De Ziel Karapotó, com Ziel Karapotó

A colonização e suas estratégias para etnocídio de nações indígenas, visando a destruição de culturas e línguas originárias.

 

Terça-feira 17 de setembro

 

19h – Mostra Competitiva de Curtas Programa 5, 97’, 12 anos
(com debate após a sessão)

 

MAGALHÃES
Brasil, 2018, 23`, livre, Comunicação Social – Midialogia, Instituto de Artes – UNICAMP
De Lucas Lazarini

Nas eleições municipais de 1992, Magalhães Teixeira é eleito prefeito de Campinas. Filme-arquivo sobre um político em campanha, os embaraços de sua equipe de filmagem e eleitores desconfiados em meio ao impeachment do presidente Collor.

 

REBENTO
Brasil, 2019, 18`, 10 anos, Produção Audiovisual, UNIJORGE – Centro Universitário Jorge Amado
De Vinicius Eliziário, com Pedro Riccardo, Jéssica Moura, JP Santos

Zói, ao saber da gravidez de sua namorada, desata em si sentimentos suspensos. Pedro só queria terminar o desenho de sua família.

 

BR3
Brasil, 2019, 23`, 16 anos, Cinema e Audiovisual, IACS/UFF
De Bruno Ribeiro, com Dandara Vital, Johi Farias, Kamyla Galdeano

Kastelany chega na casa da Luciana. Mia se prepara para sair à noite com suas amigas. Dandara transa com Johi pela primeira vez.

 

BICHA-BOMBA
Brasil, 2019, 8`, 12 anos, Cinema e Vídeo, Faculdade de Artes do Paraná / UNESPAR
De Renan de Cillo, com as vozes de Luca Scarpelli, Lui Castanho, Marcelo Oriani

Este filme “não é capaz de vingar as mortes, redimir os sofrimentos, virar o jogo e mudar o mundo. Não há salvação. Isso aqui é uma barricada! Não uma bíblia.”

 

EU ESTOU VIVO
Brasil, 2019, 25`, 14 anos, Cinema e Audiovisual, Centro Universitário UNA
De Maíra Campos e Michel Ramos, com Daniel Jaber, Luiz Fábio Torres e Marcelo Souza e Silva

Ivo é um homem condenado. Há muitos anos, ele e outros homens na mesma situação, vivem reclusos em contêineres durante a noite e prestam serviços braçais durante o dia. Suas relações afetivas são proibidas, assim como suas comunicações são limitadas, levando-os a se expressarem por meio de uma linguagem não verbal. É através dela, que Ivo é convidado a uma fuga furtiva, para experimentar sensações há muito tempo esquecidas, e fugir de uma ameaça que ele não sabe de onde vem.

 

Quarta-feira 18 de setembro

 

20h – ENCERRAMENTO

- Apresentação de curtas

- Homenagem a Profª Dra. Marília Franco

- Premiação do FBCU 2019

 

VIGIA
Brasil, 2018, 23`, 14 anos, Cinema e Audiovisual – IACS/UFF
De João Victor Borges, com Alexandre Amador, Artur Maia, Lucas Inácio Nascimento

Num grande supermercado, Magno vigia meninos de mochila nos corredores, enquanto a madrugada se arrasta lentamente para Bismarck, o caixa. Vencedor do Projeto Sal Grosso da 20ª edição do FBCU - 2017.

 

REFLEXO DO FRUTO
Brasil, 2018, 6`, 18 anos, Cinema e Audiovisual/UFPE - Universidade Federal de Pernambuco
De Inana e Giu, com Thaís Botelho

Ela experimenta seu prazer e seu olhar. Como quebrar espelhos? Vencedor da Oficina Filmes da 20ª edição do FBCU - 2017

 

IMPERMANÊNCIA
Brasil, 2019, 14`, 12 anos, Cinema - UFSCar
De Bárbara Roma, com Jane Fernandes e Isabella Firmino

Em um lugar isolado, cercado pela natureza bruta, uma mulher enfrenta o vazio em seu estado bruto. O silêncio da ausência. Perdida em suas lembranças, ela enfrenta uma doença misteriosa que se apodera lentamente de sua filha, sua última companhia. Vencedor do Projeto Sal Grosso da 17ª edição do FBCU - 2012.

 

ESCAPE!
2017, 13`, livre, PUC-RJ
De João Rabello, com Victor Bravo, Fred Klotz, Zé do Acordeon

Como toda grande cidade, o caos do Rio de Janeiro expõe os moradores a frequências sonoras muito nocivas, como o trânsito. E no meio da confusão, músicos de rua apresentam uma possibilidade de harmonização. Participante da Oficina Filmes da 20ª edição do FBCU – 2017.

nac 12 grátis

TRAILER

Sem vídeos no momento

Você também pode gostar...

Procure outras atrações

Notícias - Cinema

 


INGRESSOS

Inteira – R$ 16,00 | Meia – R$ 8,00
(Exceto segundas-feiras)

Segunda-feira  -R$ 5,00
(Promoção “Meia-entrada para todos”)

0 COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

WordPress Video Lightbox Plugin