Conteúdo Principal
UFF - Universidade Federal Fluminense
kuvars klinik kedi maması dudak dolgusu ankara elektronik sigara betgaranti deneme bonusu veren siteler maksibet deneme bonusu betpark betgaranti Deneme Bonusu Bahis Forum bonus veren siteler 1xbetcarat.com - 1xbet blog sitesi drinkstjames.com - süperbetin blog sitesi betpasyeni.com deneme bonusu vdcasino vdcasino giriş vdcasino sorunsuz giriş vdcasino yeni giriş gaziantep escort istanbul escort gaziantep escort bayan kocaeli escort escort bodrum escort görükle samsun escort betpasyeni.com

10º INTERCULTURALIDADES - 50 ANOS DO MOVIMENTO ARMORIAL

De 07/10/2020 a 18/10/2020

 

Armorialize-se aqui e agora! O Centro de Artes UFF faz o caminho de volta ao irresistível centro do mundo armorial justamente na décima edição do Interculturalidades, evento que afirma a diversidade cultural e bombeia a ciranda dos encontros. De 7 a 18 de outubro, o fio armorial que convida ao trancelim de mesas de debates, lives musicais, peças teatrais, palhaçarias, performances, saraus, cinema e exposição parte de “Noturno”, o primeiro poema publicado de Ariano Suassuna, enlaçando, por fim, o dia em que, do Recife para o restante do Brasil, ouviu-se o manifesto inaugural de uma arte miscigenada por natureza que, de tanto olhar para o próprio quintal, universalizou-se.

PROGRAMAÇÃO

Dia 07/10, quarta-feira

16h  Performance Maracatu com Mestre Anderson Miguel

16h30  Abertura institucional
Superintendente do CEART – Leonardo Guelman e Reitor da UFF – Antonio Claudio Lucas da Nóbrega.

17h – Performance Maria Eugênia Tita



17h30 – Mesa 1: O armorial como laboratório de brasilidade
A reflexão da mesa passará pelas diferentes áreas da cultura e arte brasileiras, como a literatura, a música e a dança, destacando como o Movimento Armorial interpretou o tema da brasilidade por meio de uma releitura da tradição e do popular. Participantes: Carlos Newton Júnior, Leonardo Guelman, Antonio Madureira e Maria Paula Costa Rêgo. Mediação: Izaura Mariano.

20h – Abertura da exposição Das Pedras e dos Reinos (Saiba mais)

Dia 08/10, quinta-feira

17h – Mesa 2: O popular, o erudito e a mediação armorial
A mesa abordará de que forma o Movimento Armorial lida com o binômio erudito e popular, ao mesmo tempo em que revê essa relação como um espaço de dupla tradução nos campos estético, político e cultural. Participantes: Daniel Bitter, Ester Suassuna Simões, Astier Basílio. Mediação: Wallace de Deus.

20h – Filme: Jonas e o Circo sem Lona (2015), Direção: Paula Gomes. Debate: Paula Gomes e Haroldo Borges. Mediação: Pedro Gradella (Saiba mais)

Dia 09/10, sexta-feira

11h – Live -  Tipografia e cultura armorial, com Pablo Rossi e Leonardo Buggy

13h – Vídeo-mosaico “Aboio”, de Cussy Almeida, com Música Antiga da UFF (Saiba mais)



17h – Mesa 3: O circo-mundo armorial
A mesa aborda a referência quase mística do circo como imagem do mundo. É o circo errante e suas imagens, o mundo extraviado e encarnado pelos andarilhos, ciganos e pícaros que desdobram o armorial e a obra de Ariano Suassuna. Participantes: Gustavo Moura, Luiz Carlos Vasconcelos, Alice Viveiros de Castro. Mediação: Gilmar Rocha.

20h – Live teatro: Torturas de um coração (Cia Casa Verde)

Dia 10/10, sábado

17h – Live espetáculo com a Cia de Arte Popular

19h – Live artística: “O mundo cultural popular”, com Antônio Nóbrega
Performance artística e conversa animada com Leonardo Guelman e Clara Santhana

Dia 11/10, domingo

17h – “Diálogos da dança” - Maria Paula Costa Rêgo (Grupo Grial), Dinda Salu e Seu Martelo
A bailarina Maria Paula Costa Rêgo, acompanhada de "Martelo", o mais antigo palhaço Mateus de Pernambuco e o brincante Dinda, apresentará coreografias que percorrem os aprendizados junto ao Grupo Grial.

 

20h – As conchambranças de Quaderna com a Cia OmondÉ, Direção: Inez Viana.
Essa comédia de Ariano Suassuna, escrita em 1987, reúne três histórias independentes entre si e ligadas por um mesmo narrador, Dom Pedro Diniz Quaderna, personagem principal do mais conhecido romance do autor, Romance d’A Pedra do Reino e do Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta. A Cia OmondÉ (RJ) fará uma leitura dramatizada da segunda história, que narra a saga de duas irmãs em torno de um matrimônio e onde Quaderna cria muitas “conchambranças”, ou seja, armadas, conchavos, confusões.

Dia 12/10, segunda-feira

17h –  Em terra de criança, brincadeira é tradição com Cia Chirulico, Minha Dupla Cia e Sol sem Dó

20h – Filme: Hotxuá (2007), Direção: Letícia Sabatella e Gringo Cardia.
O documentário dirigido por Letícia Sabatella e Gringo Cardia trata da vida e da visão de mundo dos índios da tribo dos Krahô, em Tocatins. Hotxuá é o nome dado, pela tribo, a uma espécie de “palhaço sagrado” da aldeia. E é através dele e de outros integrantes dos Krahô é que os diretores criam a condução do filme, sempre com off na língua dos próprios índios ou, em menor grau, em português. (Saiba mais)

Dia 13/10, terça-feira

11h – Mesa 4: Herança da música armorial
A mesa abordará o legado da música armorial e suas influências sobre as gerações de artistas e compositores no âmbito da música popular e de concerto. Participantes: Sérgio Ferraz, Marília Paula dos Santos, Sérgio Barza. Mediação: Hudson Lima.

13h – Vídeo - Quarteto Mosaico - Festa na Aldeia (1º mov), de Sérgio Ferraz, com Quarteto de Cordas da UFF (Saiba mais)

17h – Mesa 5: Os poetas orgânicos e a linguagem da tradição
A mesa abordará, em versos, cantos e repentes, a longa tradição linguageira que envolve a poesia de bancada e a arte dos cantadores, estabelecendo também uma homenagem ao poeta Rogaciano Leite e ao Congresso dos CANTADORES de 1948, por ele promovido no Teatro Santa Isabel, no Recife. Participantes: Isaar França, Vinícius Gregório, Oliveira de Panelas. Mediação: André Dias.

20h – Sarau Virtual
Homenagem a Rogaciano Leite; a cena urbana e a poética do sertão; e a presença das mulheres poetas que, apesar de sempre terem integrado as fileiras da tradição, por muito tempo foram silenciadas e invisibilizadas pelo patriarcalismo estrutural da sociedade. Com Dayane Renaly, Dedé Monteiro, Edmilson Santini, Elenilda Amaral, Francisca Araújo, Isabelly Moreira, Jef Rodriguez, Mc Martina, Sabrina Azevedo e Thyelle Dias.

 

Dia 14/10, quarta-feira

11h – Mesa 6: A criação na música armorial
Esta mesa abordará as origens da música armorial, seus elementos e principais características como rítmica, escalas e modos, e os processos criativos de compositores expoentes do Movimento. Participantes: Antonio Madureira, Francisco Andrade, Sérgio Ferraz. Mediação: Hudson Lima.

17h – Mesa 7: Dom Quixote e o cordel de J. Borges
A partir da versão em cordel que J. Borges fez do Dom Quixote de Cervantes, esta mesa pretende estabelecer possíveis diálogos entre a literatura de cordel, no Brasil e Espanha, e a popularidade da obra cervantina, que também inspirou Suassuna, na criação de seu romance A pedra do reino. Participantes: J. Borges, Livia Reis, Celia Navarro Flores. Mediação: Robson Leitão.



20h – Live Artística - Grupo Gesta
O grupo Gesta se reúne [nesta live] para apresentar o universo criativo de seu disco A Chave de ouro do reino do vai não volta (2004), explorando seu repertório, instrumentos musicais, timbres, histórias.

Dia 15/10, quinta-feira

11h – Mesa 8: A construção da dramaturgia armorial
A mesa aborda o gradual processo de criação da dramaturgia armorial, a partir do Teatro do Estudante de Pernambuco (TEP), em 1946, sob a liderança de Hermilo Borba Filho, do qual participaram Ariano Suassuna, Joel Pontes, Aloisio Magalhães, José Laurenio de Melo, entre outros. Participantes: Carlos Newton Júnior, Luís Reis, Romero de Andrade Lima. Mediação: Inez Viana.

13h – Vídeo-mosaico  - Concerto Armorial - Zumbi (3º mov), de Sérgio Ferraz, com Orquestra Sinfônica Nacional UFF - Solista Ana de Oliveira - Violino. (Saiba mais)

17h – Mesa 9: O riso na poética popular
A atriz e diretora Letícia Sabatella, a filósofa Célia Xakriabá e a professora da UFPE Izabel Concessa Arrais, mediadas pelo diretor e dramaturgo Alexandre Damascena, irão debater sobre experiências com o riso relacionadas às tradições e manifestações culturais dos povos originários, o teatro de mamulengo e a obra Torturas de um coração, escrita por Ariano Suassuna em 1951. Participantes: Letícia Sabatella, Célia Xakriabá, Izabel Concessa Arrais. Mediação: Alexandre Damascena.

20h – Filme: O país de São Saruê (1971), Direção: Vladimir Carvalho.
Debate: Vladimir Carvalho, Tetê Mattos e Amir Labaki. (Saiba mais)

Dia 16/10, sexta-feira

11h – Live Música Antiga “Sebastianismo”
A ideia ė falar sobre a herança ibérica, medieval e renascentista, presente principalmente, até os dias de hoje, no nordeste do Brasil. Seja na música modal de tradição oral ou nos romances, a base da origem da música armorial. A figura de dom Sebastião aparece nesse contexto, com o sebastianismo presente em algumas regiões brasileiras, principalmente no Maranhão, no tambor de mina. Os exemplos registrados no filme "A música do tempo" não só mostram a força dessa música como também a apresenta numa roupagem medievo-nordeste, onde o grupo se utiliza não só dos instrumentos antigos mas também os da tradição nordestina.

14h – Mesa 10: A Pedra como princípio: caminhos de uma exposição
Participantes: Manuel Dantas Suassuna, Luiz Barroso e Flávio Tavares
Curadoria: Alan Adi
Mediação: Pedro Gradella

17h – Mesa 11: Da estética do sertão à Ilumiara
A mesa estabelece um panorama da recorrência de elementos estéticos do sertão, sob o signo da civilização encourada, para então examinar, a partir da arqueologia poética das pedras riscadas e insculpidas (itaquatiaras) e dos anfiteatros naturais, os signos que ampliam, retrospectivamente, as imagens do sertão. Participantes: Gabriela Martin, Luís Jorge Gonçalves, Carlos Newton Júnior, Manuel Dantas Suassuna. Mediação: Leonardo Guelman.



20h – Concerto-Aula - Duo Ana de Oliveira e Sérgio Ferraz
Um concerto interativo com os principais conceitos e características da Música Armorial, explanados pelo duo através da performance de obras de César Guerra-Peixe, Clóvis Pereira, Antônio Madureira e do próprio Sérgio Ferraz.



Dia 17/10, sábado

13h – Vídeo-mosaico “Mourão”, de César Guerra-Peixe e Clóvis Pereira, com Música Antiga da UFF, Quarteto de Cordas da UFF e Orquestra Sinfônica Nacional UFF (Saiba mais)

16h - Leitura Dramatizada - “A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta, de Ariano Suassuna” com Daniele Ramalho

17h – Apresentação da residência artística – Palhaço Xuxu

19h – Filme: Ariano: Ilumiaras (2020), Direção: Claudio Brito.
Sessão seguida de debate com Leonardo Guelman, Carlos Newton Jr., Dantas Suassuna, Claudio Brito e João Carlos Beltrão. (Saiba mais)

Dia 18/10, domingo

16h – Mesa 12: Homenagem ao Auto da Compadecida - 65 anos
Participantes: Matheus Nachtergaele, Amir Haddad e Denise Fraga. Mediação: Inez Viana.

-----------------------------------------

7 a 18 de outubro de 2020
Evento Online Gratuito
Transmissão via Youtube
www.youtube.com/centrodeartesuffoficial


 

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

Reitor - Antonio Claudio Lucas da Nóbrega
Vice Reitor - Fábio Passos

Centro de Artes UFF

Superintendente - Leonardo Guelman 
Assistente da Superintendência - Izaura Mariano
Coordenador de Artes - Pedro Gradella
Coordenadora de Música - Juliana Amaral

 

Gerente administrativa e financeira - Vera Galvão
Gerente de artes visuais - Suane Queiroz
Gerente cinema -  Livia Cabrera
Gerente de música de Câmara - Kristina Augutin
Gerente de música Sinfônica - Ana Paula Cerbino
Gerente de Comunicação - Renata Cunha
Gerente teatro - Robson Leitão

 

10º Interculturalidades - 50 Anos do Movimento Armorial

Coordenação Geral - Leonardo Guelman
Consultor - Carlos Newton Junior
Curadoria em Artes Cênicas - Inez Viana
Curadoria em Música - Ana de Oliveira e Sérgio Ferraz
Curadoria em Circo - Leticia Gulart
Curadoria em Artes Visuais - Alan Adi
Curadoria em Arte e Pensamento - Leonardo Guelman e Carlos Newton Junior
Coordenadora em Acessibilidade - Marianna Kutassy
Produção Executiva  - Juliana Amaral


Pesquisa associada à curadoria

Equipe - Izaura Mariano, Juliana Morais, Janaína Dias, Pedro Gradella, Nathalia Mendonça, Robson Leitão e Marianna Kutassy

                                            

Artes Visuais

Produção de textos - Alan Adi
Produção - Gisela Chinelli, Pedro Gradella e Suane Queiroz 
Web designer - Maxini Matos 
Produção de material para linguagem acessível - Marianna Kutassy 
Produção de vídeos para material de acessibilidade - Carlos Gomes
Colaboradores -  Janaína Dias, Solange Machado, Nathália Mendonça, Alexandre Mangeon, Carlos Newton Júnior e Izaura Mariano

Audiovisual

Coordenação - Pedro Gradella
Produção audiovisual - Pedro Cardim, Camille Miranda e Carlos Gomes
Cenas curtas de animação de bonecos - Izabel Concessa (direção), Breno Pereira e Jãvi Lima (atores manipuladores), Tales Pimenta (técnica), Antero Assis, Benedito e Iale Rodrigues (confecção de bonecos)
Locução do boneco Ariano - Aramis Trindade

 

Comunicação e arte

Designer Gráfico/Vinheta - Pablo Rossi
Música vinheta de abertura - 'É fulô' - Grupo Gesta
Catálogo de figuras armoriais (dingbats) - Leonardo Buggy
Web designer - Maxini Matos
Programação Visual - Maxini Matos e Felipe Alves
Assessoria de imprensa - Ivna Girão, Maíra Suspiro e Ana Carolina Danziger 
Textos - Ethel di Paula
Redes sociais - Isabella Cristo e Rachel Vahia


Produção

Equipe - Águeda Sano, Robson Leitao, Thaynná Curcino, Fábio Lima, Leticia Lisboa, Gisella Chinelli, Alexandre Mangeon, Natália Mendonça, Janaína Dias, Selene Ferreira, Livia Cabrera, Juliana Gomes, Carla Fernandes e Izaura Mariano
Transmissão das lives - Arthur Waismann, Rafael Maia, Jeferson Roza e Erik Maia

 

Administrativo e financeiro

Coordenação - Izaura Mariano
Equipe - Luisa Ribas e Laysa Santos

 

Vídeos Mosaicos

Vídeo Aboio
Compositor -  Cussy de Almeida (1936 - 2010)
Intérprete -  Música Antiga da UFF
Músicos - Leandro Mendes,  Cecilia Aprigliano*, Mário Orlando e Rosimary Parra*
*músicos convidados
Edição de áudio -  Diego Silva 
Edição de vídeo - Thiago Teixeira
Gravuras e matriz - J. Borges
Coordenação geral -  Kristina Augustin

 

Vídeo Quarteto Mosaico - Festa na Aldeia (1º movimento)
Compositor -  Sérgio Ferraz (1973 - )
Intérprete - Quarteto de Cordas da UFF
Músicos - Tomaz Soares, Ubiratã Rodrigues, Clara Santos* e Glenda Carvalho*
*músicos convidados
Edição de áudio - Diego Silva 
Edição de vídeo - Thiago Teixeira

 

Video Concerto Armorial - Zumbi (3º movimento)
Compositor - Sérgio Ferraz (1973 - )
Intérprete - Orquestra Sinfônica Nacional UFF
Solista violino - Ana de Oliveira
Músicos  
1º Violinos 
Yuri Reis, Monique Cabral, Anderson Pequeno, Leonardo Fantini e Carlos André Weidt Mendes
2º Violinos 
Luiz Henrique Lima, Renata Athayde, Daniel Andrade, Juliana Fernandes e Priscila Farias
Viola 
Daniel Prazeres, Stoyan Gomide, Reneide Gonçalves e Ana Cristina Werneck
Violoncelo
Janaína Salles e Hudson Lima
Baixo 
Natália Terra, Damu Ferreira e Claudio Alves
Edição de áudio - Diego Silva 
Edição de vídeo - Thiago Teixeira

 

Video Mourão
Compositor - César Guerra-Peixe (1914 - 1993)
Versão orquestral - Clóvis Pereira (1932 - ) e César Guerra-Peixe (1914-1993)
Intérpretes -  Música Antiga da UFF, Quarteto de Cordas da UFF e Orquestra Sinfônica Nacional UFF
Músicos  
Música Antiga da UFF 
Leandro Mendes, Cecilia Aprigliano*, Mário Orlando e Rosimary Parra*
*músicos convidados
Quarteto de Cordas da UFF  
Tomaz Soares, Ubiratã Rodrigues, Clara Santos* e Glenda Carvalho*
*músicos convidados
Orquestra Sinfônica Nacional UFF  
1º Violinos 
Ana de Oliveira, Yuri Reis, Anderson Pequeno, Leonardo Fantini e Carlos André Weidt Mendes
2º Violinos 
Luiz Henrique Lima, Aysllany  Edifrance, Renata Athayde, Sônia Nogueira e Rubem de Oliveira 
Violas 
Stoyan Gomide, Ana Cristina Werneck, Reneide Gonçalves e Carlos Henrique Fernandes
Violoncelo 
Daniel da Silva e Silva e Hudson Lima
Contrabaixos 
Raul D'Oliveira e Gael Lhoumeau
Arranjos para Música Antiga da UFF e Quarteto de Cordas da UFF - Diego Silva
Edição de áudio - Diego Silva 
Edição de vídeo - Thiago Teixeira

 

Acessibilidade

Roteiro de audiodescrição - Marianna Kutassy
Consultoria em Acessibilidade Cultural e audiodescrição -  Felipe  Monteiro
Narração - Danielle França e Ruan Carlos de Lima
Gravação e edição de som - Diogo Lopes
Edição de vídeos e narração - Alexandre Mangeon
Intérpretes de LIBRAS na exposição virtual - Juliete Viana, Thamires Alves e Luan de Oliveira                         
Intérpretes de LIBRAS nas lives  - Juliete Viana, Thamires Alves e Leila Ramos 
Linguagem Simples - Marianna Kutassy
Edição de som (leitura em francês e alemão) - Alexandre Mangeon

 

Leituras trilíngues do primeiro parágrafo do livro do Romance d`A Pedra do Reino e do Príncipe do Vai-e-Volta

Leitura em português - Ariano Suassuna

Romance d'A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta. 16 ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2017. Designer da capa: Ricardo Gouveia de Melo, a partir do desenho original “, em nanquim em papel, de Ariano Suassuna em seu romance. Fonograma gentilmente cedido pelo Grupo Gesta. Obra: Pequeno cantar acadêmico a modo de introdução. Autor: Ariano Suassuna. Interprete: Grupo Gesta. Álbum: A Chave de Ouro do Reino do Vai-Não-Volta (2004)                                                              

Leitura em francês - Albert Rilliard

Ariano Suassuna. La Pierre du Royaume – Version pour Européens et Brésiliens de bon sens. Traduit du portugais (Brésil) par Idelette Muzart. Editions Métailié, 1998. Paris. Capa: Aparicio & Hoch. Xilogravura de Gilvan Samico. Alexandrino e o pássaro de fogo. (1962).                         

Leitura em alemão - Martin Merklein  

Ariano Suassuna. Der Stein des Reiches. Erster Band. Stuttgart, Hobbit Presse / Klett-Cotta, 1979. Übersetzung von Georg Rudolf Lind. Capa: detalhe da ilustração original O Cavaleiro Diabólico, desenho a nanquim sobre papel de Ariano Suassuna, constante do Romance d'A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta

VÍDEO

Você também pode gostar...

Procure outras atrações

Notícias - Mediação e Projetos

teste

0 COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

WordPress Video Lightbox Plugin