Conteúdo Principal
UFF - Universidade Federal Fluminense

O FESTIVAL REGULAMENTO RESULTADO INSCRIÇÕES PROFESSORES PROGRAMAÇÃO ALOJAMENTO ENDEREÇOS

 

ORQUESTRA SINFÔNICA DO FESTIVAL
ORQUESTRA DE CÂMARA DO FESTIVAL
CORAL DO FESTIVAL
BANDA RENASCENTISTA DO FESTIVAL
VIOLINO
 

Tomaz Soares

Mestre em Música pela Northwestern University e Bacharel em Música pela Unirio, estudou violino com S. Ashkenasi e A. Vamos (EUA); P. Bosisio e R. Amado (RJ) e L. Ramos e K. Pires (MG).Violinista do Quarteto de Cordas da UFF, da OPES e do PAN Ensemble foi vencedor do Concurso de Cordas Paulo Bosisio (2009), recebeu o Ringer Scholarship Award (2016) e outras premiações no Brasil e no Exterior.

 

Yuri Reis

Pósgraduado em Música de Câmara pela FABEL e bacharel em Música pela Unirio. Venceu o 14° Concurso Nacional de Cordas Paulo Bosísio em 2011. Foi spalla da OSB jovem em 2010 e 2011 e spalla da orquestra do Festival Eurochestries, na França. Atualmente é spalla da Camerata de Cordas Villa-Lobos e spalla da Orquestra Sinfônica Nacional UFF. É violinista do Trio Corcovado, do Cygnuss Duo, do Duo Reis-Domingues e da Fractus Camerata.

 

Sigrun Pleißner

Bacharel em Violino e licenciada em Educação Infantil pela Hochschule für Musik Franz Liszt em Weimar (Alemanha) em 1996. Após seus estudos mudou-se para Sharia/Egito onde atuou como concertista e professora de violino e música de câmara. Em 1997, mudou-se para o Cairo onde trabalhou na orquestra Cairo Opera House e apresentou-se com American University of Cairo. Voltou para Alemanha em 1999, onde estudou regência na Bundesakademie Trossingen e regência para corais infantis na Universität der Künste Berlin. Em 2017, idealizou e regeu a opera infantil Ein König sein? King Arthur com musica de Purcell, melodias folclóricas Guarani, Alemãs, Inglesas e da Bósnia. Hoje é professora de violino e música de câmara na escola primaria estadual Grundschule am Teutoburger Platz, em Berlin.

 

Holly Katz

Graduou-se na Indiana University Bloomington. Como camerista recebeu o prêmio de primeiro lugar no Fischo Chamber Music Competition com o Dorian Trio. Com os grupos: Budapest String Quartet, New York String Orchestra, Guarneri String Quartet e Cleveland Chamber Music Seminar participou de diversos festivais de música de câmara. Foi spalla de Sinfônica de Grand Rapids, Michigan, de 1980 a 1983, spalla da Orquestra Sinfônica de Phoenix, Arizona, de 1983 a 1990. Em Pittsburgh, atuou como primeiro violino da Orquestra Sinfônica de Pittsburgh, de 1990 a 2010, participando de inúmeras gravações pelos selos Phillips, EMI, e Deutsche Grammaphon. É spalla da Orquestra Sinfônica Nacional UFF.

 

Ubiratã Rodrigues 

Mestre pela UFRJ e Bacharel em Violino pela Unirio. Especializou-se com Jerrold Rubenstein na Bélgica com bolsa da CAPES e Jean-Jacques Kantorow na Holanda com bolsa da Stichting voor Kultuur Maaseik. É maestro e diretor artístico da Sinfonietta Carioca e já dirigiu importantes orquestras no Brasil e no exterior, dentre as quais: Orquestra do Algarve, OSB, OSPA, OSUFRJ. É violinista da Orquestra Sinfônica Brasileira e do Quarteto de Cordas da UFF desde 1991.

EXCERTOS ORQUESTRAIS PARA VIOLINISTAS
 

Ana de Oliveira

Graduou-se na classe de Rainer Kussmaul na Escola Superior de Música em Freiburg, Alemanha. Apresentou-se em importantes festivais internacionais como Montreux (Suíça), La Villette (França), Warschauer Herbst (Polônia), Donaueschingen (Alemanha), Campos do Jordão e MIMO. No Brasil, desenvolveu uma carreira diversificada e abrangente atuou como spalla da Orquestra Sinfônica Brasileira durante uma década, criando e liderando vários grupos de câmera como primeiro violino e também exercendo a coordenação pedagógica do Festival MIMO. É violinista do grupo de câmara Trio Puelli desde 2009, com o qual lançou dois elogiados CDs, Primma e 3 Américas. Hoje é spalla da Orquestra Sinfônica Nacional UFF.

VIOLINO PARA CRIANÇAS
 

Keeyth Vianna

Mestre em Ensino das Práticas Musicais e bacharel em Violino pela Unirio, na classe do Prof. Dr. Paulo Bosísio. Sua atuação como professora na ONG Orquestrando a Vida-RJ e no Centro Cultura Musical de Campos despertou seu interesse pela atividade didática, levando ao desenvolvimento de um método para ensino do violino para crianças utilizando canções folclóricas brasileiras como repertório. Essa temática originou uma linha de pesquisa que foi desenvolvida no mestrado dando origem à publicação “As Aventuras Musicais de Aipim – O Aprendiz de Violino”, editora Musimed. Desde então, tem frequentado cursos de capacitação do Método Suzuki e Paul Rolland, além de diversos cursos de pedagogia do violino. Possui artigos na área da pedagogia publicados em revistas e simpósios especializados em educação musical. É violinista da Orquestra Sinfônica Nacional UFF.

 

Luísa de Castro

Mestre pela Northwestern University e bacharel pela Unirio sob a orientação de Shmuel Ashkenasi (EUA/Israel), Almita Vamos (EUA) e Paulo Bosisio (Brasil). Detentora do Anna Schauffler Lockwood Award for Excellence in String Music, do Eckstein Fund Grant e vencedora do 12º Concurso Paulo Bosisio. Estudou pedagogia do Violino com Stacia Spencer. Já participou de vários festivais nacionais e internacionais no Brasil, nos EUA e no Japão.  É membro da Orquestra Sinfônica Nacional UFF, do PAN Ensemble e da Johann Sebastian Rio.

VIOLA
 

Fernando Thebaldi

Contemplado pelo Prêmio Carlos Gomes como melhor camerista e indicado ao Grammy Latino pelo álbum Quartetos de Cordas dos compositores do grupo Preludio XXI. Desenvolve extensa atividade como solista, pedagogo e camerista nos cenários nacional e internacional. Palcos e festivais renomados como o Internacional de Inverno de Campos do Jordão relacionam Thebaldi regularmente em seu quadro de professores e artistas.

 

Jessé Máximo Pereira

Mestre pela Musikhochschule Karlsruhe na Alemanha e bacharel em Viola pela Unirio é doutorando em Música na Unicamp. Vencedor do Concurso Jovens Solistas da OSB Jovem também foi premiado no Concurso Nacional de Cordas Paulo Bosísio, I Concurso Nacional de Violistas (CONNVIO), IV Festival Francisco Mignone de Jovens Intérpretes e Internationaler Bodensee MusikWettbewerb, na Alemanha. Trabalhou como músico na OSB, Orquestra Petrobras Sinfônica e Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal-RJ. Na Alemanha, atuou na Philharmonie Baden-BadenJunge Deutsche Philharmonie Freie Philharmonie Stuttgart, em turnês pela Alemanha, França, Suíça, Holanda e Israel e participou de importantes festivais, como Penderecki Musik Akademie, Mattheiser Sommer Akademiee Internationalen Handel Akademie. Desde 2009 é violista principal da Orquestra Sinfônica da UFRJ. Como camerista, integra o Quarteto de Cordas da UFF, o Quarteto de Cordas Kalimera e o Scherzo Trio.

VIOLONCELO
 

Janaina Salles

Mestre em Violoncelo pela Hochschule Musik Luzern, na Suíça, na classe de Marek Jerie (Guarnieri Trio Prague), e bacharel no instrumento pelo Conservatoire Supérieur Tibor Varga, na classe de Márcio Carneiro, na Suíça, obtendo a menção “avec distinction du jury”. A convite do Sesc formou o Quarteto Belmonte, que levou a música de Edino Krieger e das Bienais de Música Contemporânea por todos os estados do Brasil. Atualmente é violoncelista da Orquestra Sinfônica Nacional UFF.

 

Marcus Ribeiro

Mestre pela Musikakademie Basel, Suíça, onde estudou com Antônio Menezes. Como camerista, atuou em diferentes grupos na Europa como a  Zurcher Kammerorchester e Camerata Stuttgart realizando concertos em países como Suíça, Alemanha, Itália, França, Espanha e Portugal. Apresentou-se em vários  Festivais Internacionais em Campos do Jordão, Áustria e Eslováquia. É violoncelista da Orquestra Sinfônica Nacional UFF, Johann Sebastian Rio, Quarteto Bessler e em  Duo com a violinista Ana de Oliveira. Apresenta-se como músico convidado nas orquestras Filarmônica de Minas Gerais, Petrobras Sinfônica e Sinfônica da Bahia.

 

David Chew

É doutor em Música, mestre pela Hull University e graduado pela Guildhall School of Music, Inglaterra. Foi spalla da Orquestra Jovem Nacional da Grã-Bretanha onde trabalhou com Pierre Boulez e integrou a Orquestra da BBC e o London Mozart Players por seis anos. Foi um dos fundadores da orquestra de cordas Brasil Consort-Rio Strings e Rio Cello Ensemble, ambos os grupos com quatro CDs gravados. Com o Rio Cello Ensemble realizou três turnês internacionais (1998-2000) com o pianista Wagner Tiso e a soprano Martha Herr. É integrante do Duo Folia (2 CDs), Trio Peranzzetta-Senise-Chew (2 CDs) e Duo Canaud/Chew (1 CD). Foi professor e diretor Mestrado em Instrumentos de Cordas do Conservatório Brasileiro de Música e da Unirio. Desde 1995 é Diretor Artístico do Rio International Cello Encounter. Integra a Orquestra Sinfônica Brasileira da qual é spalla desde 1981, assim como o Quarteto de Cordas da UFF. Em 2009, recebeu a honraria de Cavaleiro da Ordem do Império Britânico outorgado pela Rainha Elizabeth da Inglaterra, por sua valiosa contribuição a Musica no Brasil.

VIOLONCELO SUZUKI

 

Ronildo Candido Alves

Mestre em Música e bacharel em Violoncelo pela Unirio. Como bolsista do governo japonês, estudou na Tokyo University of Music and Fine Arts, assim como The Talent Education of Method Suzuki, com o professor Yoshino Terada. Participou de encontros internacionais para professores de Método Suzuki em Matsumoto, onde estudou com a professora Tanya Carey. Especializou-se em “Técnicas dos Instrumentos de Arco” (2008) e “Métodos de ensino do violoncelo” (2010) na Barratt – Due Music Institute, Noruega. No Festival de Musica em Valdres, Noruega (2011) aprimorou-se em “Pedagogia e metodologia do ensino do violoncelo para crianças”. No Brasil atua como professor de método Suzuki em diversos festivais como Brasilia, Londrina, Campos dos Goitacazes, Rio de Janeiro e outros.  Atualmente é professor do projeto Cidade da Música  de Volta Redonda onde leciona desde 1995 e membro da Orquestra Sinfônica Nacional UFF.

BAIXO

 

Claudio Alves

Mestre em Práticas Interpretativas pela Escola de Música da UFRJ e bacharel em contrabaixo. Em 2004, atuou como solista da Camerata Rio de Janeiro com concerto gravado pela TVE e em 2005 solou com a orquestra do Festival de Brasília. Vencedor do concurso para solista da Orquestra Sinfônica da Escola de Música da UFRJ. Primeiro lugar no concurso para contrabaixista da Petrobras Sinfônica 2006, ano que integrou o naipe da mesma orquestra. Contrabaixista da OSB nas temporadas de 2007 e 2008. Atuou como professor de contrabaixo em vários projetos e festivais como Domingos Martins, Vilallobinhos, Pro Música (J. de Fora), Viva rio, do Aço ao Clássico (V. Redonda), Semana Clássica (Campos). Professor de graduação em contrabaixo do Conservatório Brasileiro de Música. Integra o naipe da Orquestra Sinfônica Nacional UFF desde 2016. Membro fundador da Orquestra de Solistas do Rio de Janeiro (OSRJ).

 

Natalia Terra

Mestre em Educação Musical sob a orientação da Maria José Chevitarese na Universidade Federal do Rio de Janeiro e bacharel em Música – habilitação contrabaixo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (Unirio) com o professor Antônio Arzolla. Atualmente é contrabaixista da Orquestra Sinfônica Nacional UFF e  professora no Espaço Cultural da Grota.

FLAUTA TRANSVERSAL
 

Helder Teixeira  

Doutor em Música/Flauta pela Universidade Federal da Bahia e mestre em Música pela UFRJ. Realizou diversos cursos de aperfeiçoamento técnico e interpretativo tanto no Brasil como na Europa com Severino Gazzelonni, Felix Rengli, Janne Baxtresser e outros. Participou de edições do Concurso Jovens Concertistas Brasileiros no Rio de Janeiro e em São Paulo, obtendo em ambos o 1º lugar e o Jean-Pierre Rampal Flute Competiton, Paris, em 1993. Realizou concertos em turnês pela Europa, na Suíça e França e como solista com a Sociedade Bachiana Brasileira em sua turnê ‘Música Brasileira de Concerto na Ásia’ se apresentando no Vietnã e em Cingapura. É flautista da Orquestra Sinfônica Nacional UFF

 

Sérgio Barrenechea 

Doutor pela University of Iowa e mestre no Boston Conservatory, nos EUA. Graduado pela Universidade de Brasília. É professor titular em Flauta Transversal no Instituto Villa-Lobos/Unirio e atua intensamente com o Duo Barrenechea e Quinteto Brasília, realizando turnês nacionais e internacionais. Gravou os CDs “Momentos em Paris” (2008), “Brincadeira a Cinco” (2009), “A Música para Flauta de Francisco Mignone” (2010) e “Brasileiríssimo: Encontros (2015).

FLAUTA TRANSVERSAL PARA CRIANÇAS
 

Paula Martins

Mestre em Ensino das Práticas Musicais pela Unirio e bacharel em Flauta Transversa pela UFRJ. Participou de Masterclasses com diversos flautistas, entre eles Rogério Wolf, José Ananias, Michael Faust, Jacques Zoom e Emmanuel Pahud. Desenvolveu no PROEMUS (UniRio), sob a orientação do professor Dr. Sérgio Barrenechea, um método direcionado ao ensino da flauta transversa para crianças até 12 anos de idade denominado “Flauteando”. Como professora, desenvolve um trabalho de ensino da flauta transversa para crianças no Projeto Música nas Escolas, na cidade de Barra Mansa.

OBOÉ/CORNE INGLÊS
 

Moises Pena

Mestre pela Aaron Copland School of Music onde estudou com Humbert Lucarelli. Participou de masterclasses com Jorge Postel, Washington Barella, Ernest Rombout, Robert Botti, Ray Still e Sherry Sylar. Iniciou os estudos em oboé com José Medeiros no Conservatório Carlos Gomes. Foi membro da Sinfônica do Theatro da Paz e da Orquestra Amazonas Filarmônica. Apresentou-se com as Orquestras Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro, Sinfônica da Bahia, OSB, Sesiminas e OSESP. Atualmente integra a OFMG e a Orquestra Sinfônica Nacional UFF.

CLARINETE / CLARONE
 

Tiago Teixeira

Bacharel em Clarineta pela UFRJ, na classe de Cristiano Alves e mestrando no Programa de Pós-Graduação Profissional em Música da UFRJ (PROMUS). Iniciou seus estudos na clarineta aos nove anos com José Flávio Pereira. Integrou orquestras como: OSBM, OSBJ, OSES e OSB. Como solista, esteve à frente dos grupos: OSBM, AJC e OSN-UFF. Atualmente integra a Orquestra Sinfônica Nacional UFF e é artista da Marca Reeds.

 

Thiago Tavares

Mestre pelo Conservatório de Rotterdam em Clarone sob orientação de Henri Bok e bacharel em Clarineta pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Faz parte do Quarteto Experimental de Clarinetas, que obteve êxito ao receber mais de cinco peças dedicadas ao grupo, sendo que três delas foram selecionadas para a Bienal de Música de 2007. É músico da Orquestra Sinfônica Brasileira desde 2003.

FAGOTE/CONTRAFAGOTE
 

Elione Medeiros

Doutor pela Unirio; mestre e bacharel em Fagote pela UFRJ. Estudou fagote com Mario Câncio, Helman Yung, Hary Schweizer e Noël Devos. Foi membro do Quinteto Villa-Lobos e primeiro fagote solo das orquestras do Teatro Nacional de Brasília, Teatro Municipal do Rio de Janeiro e Orquestra Sinfônica Nacional UFF. Desde 1989, é professor de fagote e música de câmera na Unirio. Frequentemente  é convidado como fagote solo da Orquestra Petrobras Sinfônica.

 

Jeferson Souza

Bacharel em Fagote na classe do professor Aloysio Fagerlande e mestrando pela UFRJ, integrou a Orquestra Sinfônica Brasileira Jovem, Orquestra Sinfônica de Barra Mansa, Banda Filarmônica do Rio de Janeiro e Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Foi aluno de intercâmbio na Hochschule für Musik – Kalrsruhe na classe do professor David Tomas-Realp. Atualmente é fagotista no Quinteto Lorenzo Fernandez e fagotista/contrafagotista na Orquestra Sinfônica Nacional UFF.

TROMPETE

 

Maico Lopes

Doutor (2012), mestre (2007) e bacharel (2004) em Música pela Unirio. É professor de Trompete e Estruturação Musical da Universidade de Brasília (UnB). Atua na área de performance Musical, principalmente nos segmentos Música Brasileira, Música de Câmara, Música Popular e Trompete. Foi responsável pela estreia de mais de 20 obras nos últimos anos; possui obras publicadas nos Estados Unidos como editor e em 2014 lançou seu primeiro álbum intitulado Solo, com repertorio inédito de música brasileira para trompete sem acompanhamento. Atualmente, é Vice Presidente da Associação Brasileira de Trompetistas (ABT) e membro do quadro de sócios da International Trumpet Guild (ITG).

TROMPA
 

Waleska Beltrami

Doutora em Música pela Unirio e mestre em Música pela Unicamp. Licenciada em Música pela Universidade Cândido Mendes e bacharel em Trompa pela Unicamp. Atuou por oito anos como primeira trompa da Banda Sinfônica Municipal de Sumaré-SP no mesmo período em que lecionou na Escola de Formação Musical Municipal de Hortolândia-SP. Em 1996 foi primeira colocada no Concurso Jovem Solistas do Rotary Club Internacional/Distrito Campinas Sul e obteve o Prêmio Incentivo (para menores de 18 anos) da segunda Edição do Prêmio Weril. Em 1998, com o Quinteto de Sopros Campinas ganhou o concurso Bianca Bianchi. Em 2003, venceu o Concurso Jovem Solistas da Escola de Música de Piracicaba/SP, obtendo o primeiro lugar com Louvor e Melhor Intérprete de Música Brasileira. É membro da Associação de Trompistas do Brasil (ATB) e da International Horn Society (IHS). Foi Diretora Artística do III Encontro Brasileiro de Trompistas sediado no Centro de Artes da UFF, Niterói, em 2015. Atualmente é trompista da Orquestra Sinfônica Nacional UFF.

TROMBONE

 

João Luiz Areias

Mestre pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (Unirio) e bacharel em trombone pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professor da Unirio ministrou cursos nos mais importantes festivais do Brasil. Foi Presidente da Associação Brasileira de Trombonistas (2003/2007), além de atuar como membro do Board of Advisers da International Trombone Association. Atualmente é o primeiro trombonista da Orquestra Petrobras Sinfônica e desenvolve intensa atividade como camerista.

 

Sergio de Jesus

Mestre em Música pela Escola de Música da UFRJ e Bacharel em Letras pela UFRJ. Foi o primeiro trombonista da Orquestra Filarmônica do Rio de Janeiro durante oito anos. Atuou como convidado da OSB, Orquestra do Teatro Municipal RJ e Orquestra Sinfônica Petrobras. Viajou pela Europa em turnê com o show Brasil Brasileiro nos anos de 2005 (Paris-França), 2006 (Lyon, Madri, Barcelona, Londres e Baharein- Emirados Árabes). Em 2007, retornou a Europa como músico e diretor musical do referido show e em 2014 se apresentou nas cidades de Londres, Colônia, Munique Niersdenhausen, Leipizig e Frankfurt. Integrou a orquestra que acompanhou o tenor Luciano Pavarotti no “Metropolitan” no Rio de Janeiro. Atuou em dois filmes brasileiros: “Os Desafinados” e “Villa-Lobos: uma vida de paixão”. Na área popular, já gravou e atuou com vários artistas do cenário nacional e internacional como Chico Buarque, Milton Nascimento, Luis Melodia, Beth Carvalho, Zeca Pagodinho, Martinho da Vila, Alcione, Elza Soares, Jair Rodrigues, Emilio Santiago entre outros. É o primeiro trombone da Orquestra Sinfônica Nacional UFF, professor do Conservatório Brasileiro de Música e integrante do Quinteto de Metais MP5 e Grupo T-bones Brasil Ensemble.

PERCUSSÃO

 

André de Melo Santos (André “Boxexa”)

Mestre em Ensino das Práticas Musicais e licenciado em Música pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (Unirio) e graduado em Comunicação Social pela UFRJ. Timpanista da Orquestra Sinfônica Nacional UFF e baterista/percussionista do sexteto Água de Moringa com o qual possui cinco discos gravados, tendo se apresentado pelo Brasil, América do Sul e Europa nos 25 anos de existência do grupo. A partir de 1995 passou a integrar a banda de Wagner Tiso, tocando com orquestras de todo o País e gravando CDs, DVDs e trilhas para cinema, além de acompanhar os maiores artistas da MPB.

MÚSICA CORPORAL
 

Amanda Appel

Licenciada em Música pela Unirio é cantora e integrante do grupo de prática e pesquisa em música corporal surgido em 2015 na mesma universidade. Atualmente desenvolve uma pesquisa que tem como foco o uso da voz e dos sons da boca dentro do contexto da música corporal, orientada pela Profa. Dra. Doriana Mendes.

HARPA
 

Vanja Ferreira 

Doutoranda em Música pela Unirio é professora de harpa no Conservatório de Música de Niterói e harpista da Orquestra Sinfônica Nacional UFF. Foi professora visitante na UFBA, UFPE e UFPB; professora auxiliar na UFRJ e integrou o corpo docente dos Festivais de Inverno de Domingos Martins-ES (2011), Festival Coreto Paulista do Conservatório de Tatuí-SP (2014) e do Festival Conexões Musicais UFF-UNIRIO (2017).Teve vários projetos premiados em editais de cultura. Idealizou e realizou os projetos: “Harpa para Todos”, “Você conhece a Harpa?”, “Muito prazer, Eu sou a Harpa”. Coordenou e realizou a direção artística do I Rio Harp Festival  e Conferência e Concurso Latino-Americano de Harpa, em Santa Catarina. Como solista e camerista gravou programas para Radio MEC, TV Brasil, e em 2016 apresentou-se na 24èmes Journées Internationales de la Harpe dans la Caraïbe et en Guyane

REGÊNCIA ORQUESTRA SINFÔNICA DO FESTIVAL Ubiratã Rodrigues
REGÊNCIA GRUPO DE SOPROS Sergio de Jesus
ORQUESTRA DE CORDAS Sigrun Pleißner
BANDA RENASCENTISTA Mario Orlando
REGÊNCIA CORAL
 

Daniel Afonso

Doutor em Artes Musicais/ Regência e Pedagogia Coral pela University of Iowa, mestre em Música em Regência Coral pela University of Missouri-Kansas City e Bacharel em Educação Artística pela Unirio. Integrou o quadro de professores do Conservatório Brasileiro de Música-RJ, da Unirio e no Doane College em Nebraska, EUA. É o diretor fundador do coro da Symphony Orchestra da cidade de Modesto na Califórnia e, desde 2001, prepara várias obras corais com o conjunto e frequentemente dirige ambos. Daniel Rufino é professor de música e coordenador das áreas de Canto, Canto Coral e Ópera na California State University, Stanislaus.

NÚCLEO MÚSICA ANTIGA

FLAUTA DOCE

 

Lenora Pinto Mendes

Doutora em História pela Universidade Federal Fluminense (2005); mestre em Música Medieval e Renascentista pelo Early Music Program – Sarah Lawrence College EUA (1989) e bacharel em Educação Artística com habilitação em Música pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1983). É membro fundador do Música Antiga da UFF, com o qual gravou cinco discos. Integrou também o conjunto Longa Florata, com o qual gravou os CDs Annua Gaudia (1999) e Rahelica (2000) com músicas sefaraditas. É professora de flauta doce e teoria musical desde 1982, e leciona e exerce a atividade de coordenação, como voluntária, no Espaço Cultural da Grota desde 1997.

 

Virginia Guimarães Van Der Linden  

Mestre pela Universidade Federal Fluminense (2005), Programa Especial de Formação Pedagógica pela Universidade Cândido Mendes (2011), curso de Formação de Ator pela Casa das Artes Laranjeiras (1996) e bacharel em Canto pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1988). É integrante do Música Antiga da UFF desde 1984. Professora de Música nos cursos de Licenciatura em Dança na Universidade Cândido Mendes e no curso de Bacharelado em Teatro no Instituto Cal de Arte e Cultura. 

BANDA RENASCENTISTA

 

Mario Orlando

Mestre pelo Sarah Lawrence College (EUA), estudando viola da gamba com Judith Davidoff e danças da renascença. Em 1983, ingressou no conjunto de Música Antiga da UFF, do qual é integrante até os dias de hoje. Em 1984, teve seu primeiro contato com a viola da gamba, através da professora Myrna Herzog. Paralelamente às atividades como concertista, dedicou-se ao estudo da dança antiga e vem lecionando em festivais como o Encontro de Música Antiga de Recife/Olinda, o Festival de Música Barroca de Alcântara, o I Workshop de Danças Renascentistas (Aracaju) e oficinas de dança no Centro de Artes da Udesc e no Centro de Artes UFF.

VIOLA DA GAMBA

 

Kristina Augustin

Doutora em Música pela Universidade de Aveiro-Portugal, mestre em Artes/Música pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) especializou-se em viola da gamba, durante três anos, na Schola Cantorum Basiliensis, Suíça. Em 1997, após dois anos de estudos com Sarah Cunningham, diplomou-se pela UCE/Birmingham Conservatoire. Vem se apresentando regularmente tanto no Brasil como no exterior. Sua discografia consta de um LP e oito CDs com os grupos Música Antiga da UFFCamerata Antiqua de Curitiba e Quadro Antiquo, entre outras participações.

ALAÚDE
 

Guilherme Barroso

Mestre em Musicologia Histórica e bacharel em Música/Regência Coral pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Na Europa realizou o Mestrado em Performance Musical em Alaúde na Zürcher Hochschule der Künste (ZHdK/Zurique) e Bacharelado em Música Antiga/Alaúde pela Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo do Porto (ESMAE/Portugal).Vem se apresentando regularmente com os conjuntos Ensemble Arte Mínima (dir. Pedro Sousa Silva), Ensemble Ébalides e Ensemble Elyma (dir. Gabriel Garrido), Ensemble La Boz Galana (dir. Sebastián León), Ensemble Domus Artis (dir. Breno Quinderé), Galimatias Baroque Ensemble (dir. Ivan Rodriguez), Concerto Ibérico (dir. João Paulo Janeiro), Capella Duriensis (dir. Jonathan Ayerst) tocando na Suíça, Alemanha, Portugal, Espanha, França, Hungria e Brasil. Atualmente é regente do Kirchenchor St. Martin Egerkingen/Suíça e mestrando em Pedagogia em Alaúde na Schola Cantorum Basiliensis/Suíça.

CANTO CORAL
 

Carlos Alberto Figueiredo

Doutor e mestre em Música pela Unirio com Bacharelado em piano pela UFRJ. Especializou-se em Regência Coral com Frans Moonen no Conservatório Real de Haia, Holanda. Fez cursos complementares com Jan Elkema e Rainer Wakelkamp na Fundação Kurt Thomas da Holanda. Estudou com Helmuth Rilling na II Bachakademie de Stuttgart e repertório barroco com Philippe Caillard, em Paris. É regente do Coro de Câmera Pro-Arte desde sua fundação, em 1976, e atuou como regente convidado dos coros da OSESP, da Camerata Antiqua de Curitiba e Polifonia Carioca. É professor de Regência Coral na graduação da Unirio e nos Seminários de Música Pro-Arte. Lançou duas gravações de obras fúnebres de José Maurício Nunes Garcia com o coro da OSESP, pelo Selo Digital OSESP, em 2017.

 

Márcio Selles

Doutor em História pela Universidade Federal Fluminense em 2005 e mestre em Música Antiga pelo Sarah Lawrence College (Nova Yorque, EUA) no ano de l989. É membro fundador do Música Antiga da UFF. Integrou diversos grupos de música antiga como Longa Florata, Anônimus, Pro-Arte Dança Antiqua e Calíope. Fundador da Orquestra de Cordas da Grota, onde atua como professor de música desde 1995. Dirige ainda desde 2007 o Coro da Grota.

 

Repertório para solo, duos e trios vocais

Leandro Mendes

Doutor em Literatura Comparada pela UFF, mestre em Ciência da Arte pela UFF e graduado em Canto pela UNESA na classe da professora Judith Imbassahy. Aperfeiçoou seus estudos na Flauta Doce e no Canto nas oficinas de Música da Santa Úrsula e nos Encontros UFF de Música Antiga (1991-1992) quando estudou com Helder Parente (Brasil), Clelia Galhano (EUA), Pierre Hamon (França), Claire Michon (França), Monique Zanetti (França) e Jean Paul Fouchécourt (França). É integrante do Música Antiga da UFF desde 1984 com o qual gravou um LP e oito CDs.Participou do projeto Sonora Brasil do Sesc Nacional se apresentand o em nove estados do Brasil em 1999. Em 2013 se apresentou com o Música Antiga da UFF no Seviqc Brežice, festival de Música Antiga na Eslovênia. Em 2006-2007 foi professor substituto de flauta doce da escola de música da UFRJ.

PIANO CO-REPETIDOR
 

Peri Santoro

Doutor em Poética pela UFRJ, Mestre em Ciência da Arte pela UFF. Integrou o Conjunto de Música Antiga da Rádio MEC, o Conjunto Roberto de Regina e Música Antiga da UFF. Atualmente é acompanhador do Coro da UFF.

DIRETORES ARTÍSTICOS
 

Deivison Branco

É pós-graduado em música de câmara pelo Conservatório Brasileiro de Música do RJ e bacharel em Violino pelo CBM-RJ. É violinista da Orquestra Sinfônica Nacional UFF. Desde 2015 é presidente da comissão artística da OSN UFF. Como produtor cultural e musical desenvolveu projetos pelo Sesc nos anos de 2001 a 2005. No período de 2007 a 2013 foi regente da Orquestra Jovem de Niterói, professor de violino em conservatórios e projetos sociais na cidade. Como professor convidado participou de festivais no Brasil e Noruega. Desde 2016 é Diretor da Divisão de Música de Câmara do Centro de Artes UFF. Assina a direção musical do filme Música Antiga da UFF e é co-idealizador do CD “O Menestrel e o Sertão Mundo – Elomar e OSN UFF”. Em 2016 coordenou e foi  diretor artístico do Festival UFF de Música Antiga e no ano seguinte realizou a direção artística do Festival Conexões Musicais UFF (2017).

 

Sérgio Barrenechea

Doutor pela University of Iowa e Mestre no Boston Conservatory, nos EUA. Graduado pela Universidade de Brasília. É professor titular em flauta Transversal no Instituto Villa-Lobos/Unirio e atua intensamente com o Duo Barrenechea e Quinteto Brasília, realizando turnês nacionais e internacionais. Gravou os Cds “Momentos em Paris” (2008), “Brincadeira a Cinco” (2009), “A Música para Flauta de Francisco Mignone” (2010) e “Brasileiríssimo: Encontros (2015). Diretor Artístico do Festival Conexões Musicais UFF (2017).

WordPress Video Lightbox Plugin